Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 20 de abril de 2019.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Futebol Europeu

20/04/2019 - 17h55min. Alterada em 20/04 às 17h57min

Juventus vira sobre a Fiorentina e faz história com 8º título seguido na Itália

Cristiano Ronaldo abraça o goleiro Carlo Pinsoglio em dia sem muita inspiração em campo

Cristiano Ronaldo abraça o goleiro Carlo Pinsoglio em dia sem muita inspiração em campo


MARCO BERTORELLO/AFP/JC/
Estadão Conteúdo
Dominante nesta década em seu país, a Juventus conquistou neste sábado, no Allianz Stadium, o histórico e inédito octocampeonato italiano. Com 20 pontos de vantagem sobre o vice-líder Napoli (87 a 67), o time de Cristiano Ronaldo derrotou a Fiorentina, de virada, por 2 a 1.
O time de Turim é o primeiro clube a ganhar oito títulos consecutivos em um dos seis principais torneios domésticos da elite do futebol europeu.
Maior campeã nacional, a Juventus conquistou o seu 35º scudetto na Itália, quase o dobro que possuem Milan e Inter de Milão juntos, com 18 taças da Série A cada e que estão empatados atrás da equipe de Turim no ranking de títulos do torneio.
Com o troféu deste sábado, a Juventus ganha o título com cinco rodadas de antecipação, igualando o feito que inicialmente foi conquistado pelo Torino na temporada 1947/1948 e depois igualado por Fiorentina e Milan nas respectivas edições de 1955/1956 e 2006/2007 do Campeonato Italiano.
Antes de a Juventus triunfar em sua casa, a Fiorentina começou surpreendendo ao abrir o placar, logo aos cinco minutos, com o sérvio Nikola Milenkovic, após confusão na área. O gol desestabilizou a Juventus.
Cristiano Ronaldo, em um dia sem muita inspiração, pouco foi notado em campo nos primeiros 45 minutos. Com isso, o time de Florença se entusiasmou nos contra-ataques e Mirallas quase fez o segundo, aos 11 minutos.
A Juventus ficava com a bola, mas as melhores oportunidades eram da Fiorentina. Bonucci salvou gol certo, aos 19 minutos, e Simeone teve um gol muito bem anulado, aos 25. Parecia que a festa do título, mais uma vez, seria adiada.
Mas, aos 32 minutos, após cobrança de escanteio, a defesa da Fiorentina bobeou e Alex Sandro se esticou todo para cabecear e empatar o jogo. O gol não desanimou a Fiorentina, que por pouco não foi para o intervalo em vantagem no placar. Chiesa acertou um lindo chute, aos 42 minutos, mas a bola explodiu no travessão.
No segundo tempo, mesmo sem brilho, Cristiano Ronaldo apareceu mais. Aos sete minutos, o português disparou pela direita e cruzou. Na ânsia de tirar a bola da área, o zagueiro German Pezzella fez contra.
A partir daí, o jogo ficou morno. A Juventus passou a valorizar a posse de bola, enquanto a Fiorentina pareceu sentir a parte física. Mesmo assim o goleiro Szczesny ainda teve tempo de fazer boa defesa após finalização de Dabo.
O técnico Massimiliano Allegri ganhou o seu quinto troféu consecutivo do Italiano em sua quinta temporada à frente da equipe. Após chegar ao clube, o treinador deu continuidade à dinastia iniciada quando o time era dirigido por Antonio Conte.
E vale destacar também o fato de que o zagueiro e capitão Giorgio Chiellini, que chegou à Juventus em 2005, e o também defensor Andrea Barzagli, no clube desde 2011, participaram das campanhas dos oito títulos e são únicos jogadores octocampeões do atual elenco.
Se a Juventus encerrar a sua campanha com mais cinco vitórias nas últimas cinco rodadas do Italiano, vai chegar aos 102 pontos e vai igualar seu próprio recorde estabelecido na temporada 2013/2014. E se ainda ganhar todos os últimos cinco jogos, fechará esta edição da competição com 33 vitórias em 38 jogos, repetindo a marca daquela campanha fechada há cinco anos, quando acumulou 33 triunfos, além de três empates e apenas duas derrotas.
Os números da atual campanha da Juventus já são incríveis, pois contabiliza 28 vitórias, três empates e apenas duas derrotas em 33 confrontos, nos quais ainda marcou um total de 67 gols e sofreu somente 23. Tem uma média de 2,03 bolas na rede por partida.
Único clube que alimentava esperanças apenas matemáticas de ultrapassar a Juventus na reta final deste Italiano, o Napoli enfrenta a Atalanta na segunda-feira, em Nápoles, no confronto isolado que fechará em 33ª rodada da competição.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia