Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 13 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Grêmio

Edição impressa de 13/12/2018. Alterada em 13/12 às 01h00min

Volante Ramiro está próximo do Corinthians

Jogador iria para o time paulista a pedido do técnico Fábio Carille

Jogador iria para o time paulista a pedido do técnico Fábio Carille


/LUCAS UEBEL /GRÊMIO FBPA/JC
Enquanto a direção corre atrás de reforços, alguns nomes do atual elenco despertam interesse de outros clubes. É o caso do polivalente Ramiro. O jogador de 25 anos foi procurado pelo Corinthians e, a pedido do técnico do Timão, Fábio Carille, pode parar em São Paulo na próxima temporada. O volante chegou a Porto Alegre em 2013, vindo em um pacote do Juventude, que incluía ainda o zagueiro Bressan, o lateral Alex Telles e o atacante Paulinho.
A transferência de Bressan para o futebol norte-americano pode influenciar na possível transferência de Ramiro para o Corinthians. Como o empresário de ambos é o mesmo, Giuliano Bertolucci, e a saída do defensor foi facilitada, sem gerar rendimentos ao Tricolor, a transação envolvendo Ramiro seria uma forma do clube e de seu representante lucrarem.
A investida dos paulistas no atleta foi confirmada pelo pai de Ramiro, Gilnei Benetti. "Recebi o contato, foi recente, passei as informações do contrato, que vai até 2021, e pedi para conversarem com o Grêmio", afirmou. Em princípio, Ramiro faria um contrato de três temporadas com o Timão.
Mesmo com mais três anos de contrato pela frente, o Grêmio, é dono de apenas 20% dos direitos econômicos do jogador. O restante é dividido entre Ramiro e seu empresário, com quem o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, mantém amizade de longa data.
E as despedidas não param por aí. Depois da saída do meia Douglas e de Lucas Oliveira, analista de rendimento, o Tricolor pode perder o gerente executivo de futebol ainda neste ano. André Zanotta está no clube desde março de 2017 e já estaria trabalhando em uma espécie de transição.
A vaga aberta vai motivar um novo processo de seleção na Arena. Zanotta deve indicar nomes a serem analisados pelo Grêmio. Até a despedida, que deve ocorrer antes do Natal, o executivo seguirá tratando de algumas negociações. Depois, poderá prestar uma espécie de consultoria até um substituto ser efetivado. Além de Zanotta, o Grêmio colocará Carlos Amodeo, CEO do clube, como encarregado de negociações em busca de reforços e para eventuais saídas.
A polêmica envolvendo o técnico Renato Portaluppi e o curso para licença de treinadores ministrado pela CBF parece ter chego ao fim. Sete dias após o técnico comparecer apenas uma aula na Granja Comary, o Tricolor informou que seu comandante está fora da atual turma que busca a licença PRO. Em fevereiro, o ídolo gremista frequentará programação que assegura a licença A. "Para os treinadores selecionados, seria concedida oportunidade de fazer direto a licença PRO sem a A. Passaria ao nível superior direto. Agora, ele (Portaluppi) vai fazer a licença A e depois a licença PRO. Quem sabe no final do próximo ano", explica Amodeo.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia