Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de dezembro de 2018.
Dia Internacional dos Voluntários.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Grêmio

Edição impressa de 05/12/2018. Alterada em 05/12 às 01h00min

Destino de Bressan deve ser os EUA

De saída da Arena, zagueiro vestiu a camisa gremista em 158 partidas

De saída da Arena, zagueiro vestiu a camisa gremista em 158 partidas


/LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/DIVULGAÇÃO/JC

Desde a fatídica noite em que cometeu um pênalti e foi expulso na desclassificação do Grêmio para o River Plate, nas semifinais da Libertadores da América, Bressan ficou sem clima algum para vestir a camisa tricolor novamente. Após uns dias de folga, o defensor voltou a treinar com o grupo de atletas, mas não foi mais relacionado. Com o término da temporada, o jogador e seu empresário começaram a receber diversas propostas nacionais e internacionais. E o destino de Bressan deve ser os Estados Unidos.

A próxima equipe pode ser o Dallas FC., que disputa a Major League Soccer (MLS). De acordo com o ex-jogador Lipatin, representante do zagueiro, Bressan recebeu propostas do futebol brasileiro, mexicano e norte-americano, e a escolha deve ser concretizada nos próximos dias. Um contrato longo de quatro anos e a possibilidade de atuar em um mercado que cresce a cada ano ajudaram na tomada de decisão. O vínculo do jogador com o Grêmio vai até o final de 2019, o que não deve ser empecilho para a saída do jogador.

Bressan chegou ao Grêmio em 2013, saiu em dois empréstimos, um para o Peñarol, do Uruguai, e outro para o Flamengo. Em alta no Rio de janeiro, retornou a Porto Alegre a pedido da comissão técnica. O zagueiro disputou 158 partidas pelo clube gaúcho e marcou seis gols. No currículo, ele leva as conquistas da Libertadores da América, da Recopa Sul-Americana e do Campeonato Gaúcho.

Outros três nomes devem ter seus vínculos com o clube analisados ainda durante esta semana - o lateral-direito Léo Moura e os meias Cícero e Douglas. O que está mais perto de permanecer no Grêmio é Cícero. Aos 34 anos, o jogador é dono do próprio passe e se encaixa no perfil de negócio que a direção procura. Os entraves devem se dar em relação ao tempo de contrato e aos vencimentos do atleta.

Léo Moura, aos 40 anos, também está perto de renovar seu contrato por mais um ano. O experiente lateral conta com a confiança total do técnico Renato Portaluppi. Já Douglas sofreu com lesões seguidas, perdeu ritmo de jogo e não tem permanência garantida. O camisa 10 foi sondado pelo Vasco. 

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia