Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 19 de outubro de 2018.
Dia do Profissional de Informática. Dia da Inovação.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Fórmula 1

Edição impressa de 19/10/2018. Alterada em 19/10 às 01h00min

Nos EUA, Hamilton exalta evolução no ano e projeta o penta com cautela

Piloto inglês pode chegar ao título com três provas de antecedência

Piloto inglês pode chegar ao título com três provas de antecedência


CLIVE MASON/GATTY IMAGENS/AFP/JC

Com quatro vitórias consecutivas e muito perto do pentacampeonato da Fórmula 1, o inglês Lewis Hamilton não sabe explicar o motivo pelo qual seu desempenho na segunda metade das temporadas desde 2014 propicia pelo menos uma série de três vitórias seguidas. "É uma combinação de várias coisas. Naturalmente, como piloto, percebo que melhorei ao longo do ano, mas acho que também como equipe, coletivamente, fizemos um trabalho melhor em todas as áreas, e então a Ferrari, com certeza, não fez um trabalho tão bom", disse o britânico da Mercedes

Nesta quinta-feira, em Austin, no Texas, teve início os trabalhos do GP dos Estados Unidos com a chance real de Hamilton faturar o título por antecipação. Campeão pela Mercedes em 2014, 2015 e 2017, o piloto inglês venceu as corridas da Itália, Cingapura, Japão, Rússia e, se repetir nos EUA o primeiro lugar - desde que o alemão Sebastian Vettel termine no máximo na terceira colocação, vai ficar com o título da temporada com três provas de antecipação.

Dono também de um título pela McLaren, obtido em 2008, Hamilton conquista o penta se marcar oito pontos a mais do que Vettel em Austin neste fim de semana. "Não estamos nos concentrando em 'se', mas estamos pensando em garantir um bom desempenho. Ainda há 100 pontos em jogo, você nunca pode se desconcentrar em um campeonato tão intenso quanto este", analisou.

Os primeiros treinos livres em Austin terão duas sessões nesta sexta-feira: das 12 às 13h30min e das 16h às 17h30min. No sábado, a sessão classificatória para o grid começa às 18h. No domingo, a corrida tem início às 15h10. Depois da prova em solo norte-americano, restam o México, no dia 28, Brasil e Abu Dhabi, respectivamente em 11 e 25 de novembro.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia