Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 15 de agosto de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Inter

Alterada em 15/08 às 15h29min

Apresentado no Inter, Guerrero exalta recepção da torcida e diz sonhar com Copa

Centroavante peruano foi recebido com festa por mais de mil torcedores no Aeroporto Salgado Filho

Centroavante peruano foi recebido com festa por mais de mil torcedores no Aeroporto Salgado Filho


RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
Estadão Conteúdo
Se depender da expectativa da torcida do Internacional, Paolo Guerrero terá que jogar muito para agradar os torcedores. Nesta quarta-feira (15), em Porto Alegre, o centroavante peruano foi recebido com festa por mais de mil torcedores no Aeroporto Internacional Salgado Filho e recepcionado com muita pompa no estádio Beira-Rio, logo depois de conceder a sua primeira entrevista coletiva como jogador do clube colorado.
Vestindo a camisa 79, que escolheu para fazer alusão ao tri do Campeonato Brasileiro conquistado de forma invicta pelo Internacional naquele ano, o peruano agradeceu à torcida pela recepção, evitou estabelecer uma meta de gols até o final desta temporada, garantiu se entregar em campo e disse já sonhar com títulos.
Guerrero foi acompanhado e saudado em sua apresentação pelo presidente Marcelo Medeiros, pelo vice de futebol Roberto Melo e pelo diretor executivo Rodrigo Caetano, este com quem trabalhou no Flamengo e que foi o principal responsável pela contratação do jogador de 34 anos.
"Com certeza foi a maior recepção em um time, por isso estou muito feliz de estar aqui. Pressão temos todos os jogadores para ganhar. Mas isso é a ambição do grupo, do jogador, que quer ganhar títulos, entrar na história do clube", disse o centroavante.
"Não tenho uma meta de gols. Futebol é ao meu jeito. Se tenho uma bola enfiada ou um cruzamento bom, vou fazer o gol. Gosto de meter raça. Centroavante toma na cabeça, se bate muito com os zagueiros. Sacrifício é o que posso prometer. Em toda bola dividida vou tentar ganhar", garantiu.
Apesar de mostrar vontade em estrear o mais rápido possível pelo Internacional, Guerrero terá que aguentar a ansiedade, já que ainda não deve estar à disposição para a partida em casa contra o Paraná, neste domingo, às 11 horas, pela 19.ª rodada do Brasileirão.
"A recepção foi incrível. Não tenho palavras para definir o que estou vivendo agora por pertencer a um grande clube como o Internacional. Já me coloco à disposição para jogar domingo, estou um pouco ansioso. Mas o atleta tem que se preparar um pouco. Acho que tenho que me preparar um pouco mais, vou ter uma conversa com o treinador para decidir. Mas quero estar em campo o quanto antes", afirmou.
Durante a entrevista coletiva, Guerrero fez questão de exaltar o momento que vive o Internacional, terceiro colocado na competição nacional com 35 pontos, a três do líder São Paulo, e a estrutura que o clube oferece. Segundo o jogador, o time gaúcho pode ajudá-lo a manter o sonho de disputar a próxima Copa do Mundo, em 2022, no Catar.
"Tenho muitos desafios, objetivos, de encaixar em um time que está fazendo uma grande campanha. Tenho vistos os últimos jogos e estão muito bem, ganhando de forma contundente", enalteceu. "A estrutura que tem o Internacional é fantástica, uma das melhores, estou fascinado com esse estádio, campo bom, todas as áreas estão muito bem para eu continuar com meu objetivo na forma física e chegar bem na próxima Copa. É meu sonho e um de meus objetivos", adicionou.
Após a entrevista, Guerrero se encaminhou para o gramado do estádio Beira-Rio. Lá tirou fotos com os fãs, distribuiu autógrafos, fez algumas embaixadinhas para os mais de cinco mil torcedores que celebraram a sua chegada. Os torcedores, muito empolgados, deram um bumbo com as cores do Inter ao jogador, que ainda carregou um bandeirão das torcidas organizadas e também recebeu um terço para orações.
Depois da recepção festiva, Guerrero seguiu ao CT do Parque Gigante para o primeiro contato com os jogadores e com o técnico Odair Hellmann.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia