Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 26 de julho de 2018.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa Sul-americana

Alterada em 26/07 às 00h16min

Bahia perde pênalti, mas vence time uruguaio pela Sul-Americana

Gilberto comemorou com um salto mortal o primeiro gol da vitória do Bahiia

Gilberto comemorou com um salto mortal o primeiro gol da vitória do Bahiia


NELSON ALMEIDA/AFP/JC
O Bahia conquistou um grande resultado na partida de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. O time brasileiro derrotou o Cerro, do Uruguai, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira (25), em Pituaçu. Gilberto e Régis marcaram os gols da equipe mandante.
Com o resultado, os baianos podem até perder por um gol de diferença no jogo de volta, marcado para o dia 8 de agosto, no estádio Luis Tróccoli, em Montevidéu. Se marcar um gol fora de casa, o Bahia pode até perder por uma diferença de dois gols. Apenas o resultado de 2 a 0 para os uruguaios leva a decisão para os pênaltis.
O primeiro tempo foi de poucos lances de perigo e muita disputa no meio-campo e marcação das duas equipes. O Bahia tentava tomar a iniciativa, mas mostrava certa afobação com erros seguidos de passes.
Na melhor chance da primeira etapa, a defesa do Cerro afastou a bola, mas a bola sobrou para Nilton. Ele emendou um voleio e mandou para fora, passando perto da trave direita de Irranzábal.
O Bahia voltou melhor para a segunda etapa e logo abriu o placar. Aos oito minutos, Régis bateu escanteio com precisão e Gilberto subiu na segunda trave para marcar de cabeça. O centroavante chegou ao terceiro gol marcado em três jogos com a camisa tricolor.
Aos 28 minutos, Marco Antônio cruzou, a bola bateu na mão de Torres e o árbitro peruano Michael Espinoza não teve dúvidas para marcar pênalti. Régis cobrou bem e a bola ainda bateu na trave antes de entrar no gol do Cerro pela segunda vez.
Cinco minutos mais tarde, o Bahia teve novo pênalti a seu favor, após Zé Rafael ser derrubado dentro da área. Desta vez, o próprio Zé Rafael cobrou, mas pegou muito mal na bola, mandando por cima do gol, e o jogo terminou como estava.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia