Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 29 de junho de 2018.
Dia da Telefonista.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

copa 2018

Notícia da edição impressa de 29/06/2018. Alterada em 29/06 às 01h00min

Lesão não é tão grave e Marcelo tem chances de jogar as oitavas

Jogador sofreu um espasmo na coluna no início do duelo com a Sérvia

Jogador sofreu um espasmo na coluna no início do duelo com a Sérvia


/ALEXANDER NEMENOV/AFP/JC
Em um primeiro momento, a lesão de Marcelo, sofrida na vitória do Brasil sobre a Sérvia, por 2 a 0, quarta-feira, parecia mais grave do que realmente foi. De acordo com o departamento médico da seleção brasileira, o lateral-esquerdo foi diagnosticado com um espasmo na musculatura estabilizadora da coluna. Após ser medicado, já apresentou uma melhora considerável e seguirá com tratamento e avaliação diários.
Marcelo deixou a partida aos nove minutos do primeiro tempo com a coluna travada, mas depois da avaliação, os médicos estão otimistas em relação à recuperação do jogador. "A expectativa é boa", respondeu o médico Rodrigo Lasmar, quando perguntado se Marcelo poderia enfrentar o México, segunda-feira, pelas oitavas de final do torneio. Se não puder entrar em campo, Marcelo será substituído por Filipe Luís, a exemplo do que já ocorreu na última parida pela fase de grupos. O jogador já havia sofrido de um espasmo na coluna em outras ocasiões no Real Madrid, com recuperação também rápida.
Após a vitória sobre a Sérvia, a quinta-feira foi o primeiro dia completo em que o Brasil não teve treinos na Rússia. A equipe volta ao trabalho nesta sexta-feira, às 11h, em atividade liberada à imprensa por 30 minutos. O grupo ainda fará uma atividade fechada em Sochi, no sábado, antes da viagem para Samara, palco do duelo com o México.
Outros dois atletas que seguem em processo de recuperação de lesão são o lateral-direito Danilo e o meia-atacante Douglas Costa. Danilo sofreu lesão na região do quadril direito na véspera da partida com a Costa Rica, na segunda rodada. Após boa evolução, vive a expectativa de ser liberado para voltar a treinar com os companheiros e até mesmo reforçar o Brasil contra o México.
A situação de Douglas Costa é a mais grave. O meia-atacante contundiu a posterior da coxa direita nos minutos finais do confronto contra a Costa Rica e faz tratamento com os fisioterapeutas da CBF, sem uma previsão sobre quando poderá voltar a defender a seleção.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia