Porto Alegre, sexta-feira, 25 de março de 2022.
Porto Alegre,
sexta-feira, 25 de março de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

PESQUISA

- Publicada em 24/03/2022 às 18h44min.

Orla do Guaíba é o destino preferido dos porto-alegrenses

Pelo segundo ano seguido, público escolheu área revitalizada como lugar preferido; espaço ganhou a maior pista de skate da América Latina e mais ambientes de lazer e esportivos

Pelo segundo ano seguido, público escolheu área revitalizada como lugar preferido; espaço ganhou a maior pista de skate da América Latina e mais ambientes de lazer e esportivos


/LUIZA PRADO/JC
Mauro Belo Schneider
A cidade de Porto Alegre tem se desenvolvido por diversos lados. O 4º Distrito virou referência em inovação, a Zona Norte incrementa cada vez mais o comércio, a Zona Leste vai sendo ocupada por novos condomínios e o Centro Histórico passa por modernização. Mas quando se trata do local para curtir um momento de lazer, os moradores optam pela orla, em direção à Zona Sul, agora revitalizada.
A cidade de Porto Alegre tem se desenvolvido por diversos lados. O 4º Distrito virou referência em inovação, a Zona Norte incrementa cada vez mais o comércio, a Zona Leste vai sendo ocupada por novos condomínios e o Centro Histórico passa por modernização. Mas quando se trata do local para curtir um momento de lazer, os moradores optam pela orla, em direção à Zona Sul, agora revitalizada.
Essa informação foi apurada por uma pesquisa desenvolvida pelo Jornal do Comércio entre os dias 14 e 18 de março para celebrar os 250 anos da Capital. Os leitores e leitoras foram convidados a responder a seguinte pergunta: "qual o teu lugar alegre em Porto Alegre?". É o segundo ano que o JC promove o levantamento - em ambos, a população escolheu a orla do Guaíba como local favorito.
Em outubro de 2021, a prefeitura entregou o trecho 3 da orla, que fica na avenida Edvaldo Pereira Paiva (Beira-Rio), com 1,6 quilômetro de extensão, entre a foz do Arroio Dilúvio e o Parque Gigante do Inter. O espaço conta com 29 quadras e estruturas de apoio à prática de esportes, arquibancadas, pista de caminhada, vestiário, ciclovia, estacionamento para 150 veículos, três opções de bares e a maior pista de skate da América Latina.
Foram investidos R$ 53,4 milhões na execução da revitalização do complexo, que faz parte do embelezamento da região projetado pelo arquiteto e urbanista Jaime Lerner. Em 2018, o trecho 1 (da Usina do Gasômetro até a Rótula das Cuias) já havia sido concluído. O 2 (da Rótula das Cuias até o Anfiteatro Pôr-do-Sol) segue em processo de licitação. Anteriormente, estava prevista uma roda gigante - anunciada agora no Parque da Harmonia -, mas o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, fala em substituir o plano para o local por uma marina. "O certo é que nosso governo dará uma resposta sobre o que iremos fazer", garante.
Para Melo, a orla representa um ativo grandioso. "A cidade nasceu com o rio e, por muitos anos, quase até seus 250 anos, deu as costas para ele. Hoje, há uma conscientização da população e dos gestores sobre a necessidade do encontro com o Guaíba. Esse é um projeto de cidade. Cada prefeito, o José Fortunati, o Nelson Marchezan, eu, está fazendo sua parte", entende. O futuro do município, conforme o prefeito, passa pela revitalização da orla, que deve seguir por Ipanema, Belém Novo e Lami. "É um caminho sem volta", afirma.

Havia demanda represada dos cidadãos

Andréa é a diretora do espaço inaugurado em 2021
Andréa é a diretora do espaço inaugurado em 2021
/LUIZA PRADO/JC

A diretora da orla, Andréa Rotunno, que é servidora pública da prefeitura de Porto Alegre, percebe que o cidadão precisava da revitalização do local, com espaço para fazer exercícios físicos, ver o pôr-do-sol e tomar um chimarrão. "Nesses dois anos de pandemia, estava todo mundo represado. Aqui, a pessoa vem e sorri", expõe.

Segundo ela, o porto-alegrense cuida da estrutura e soube se adaptar à tecnologia instalada. Para fazer a reserva das quadras, mantidas pelo Hospital Mãe de Deus, é preciso acessar o site da prefeitura (que pode ser copiado através dos QR Codes das grades) ou ligar para o número 156. O hábito tem sido incorporado pelos moradores, conforme Andrea.

"Isso é uma rotina que está funcionando. Às vezes, ficam horários vagos, então o pessoal que está aqui pode usar", explica. A servidora calcula que as quadras sejam usufruídas quase 18 horas por dia.

Para desopilar na hora do almoço

Ricardo voltou a praticar skate por causa da estrutura
Ricardo voltou a praticar skate por causa da estrutura
/LUIZA PRADO/JC

Ricardo Hermann Pimentel Júnior, que mora em Charqueadas, mas trabalha em Porto Alegre, utiliza a pista de skate da orla diariamente na hora do almoço. O supervisor de vendas e gerente de compras da Panambra praticava o esporte há alguns anos e retomou após a inauguração da revitalização do trecho 3.

A estrutura foi, para ele, um estímulo para "voltar a se mexer". "Quem vem num horário cedo, vê gurizada aprendendo a andar de skate e, em outros momentos, profissionais", diz, apontando para Luan de Oliveira, um dos melhores skatistas do mundo e que foi o melhor do Brasil na modalidade street.

Ricardo acredita que a orla é um local que agrega à vida das pessoas que praticam esportes e à cidade como um todo. "Traz mais movimento, turismo, só tende a crescer", prevê.

A academia do médico

Bruno corre semanalmente ao longo do percurso público
Bruno corre semanalmente ao longo do percurso público
/LUIZA PRADO/JC

O médico Bruno Ribeiro Bossardi frequenta a orla do Guaíba por dois motivos: correr e ver o pôr-do-sol. Natural de Caxias do Sul, mudou-se para Porto Alegre antes da revitalização, então, ao chegar à cidade, o destino não era um atrativo. Agora, no entanto, é sua academia a céu aberto.

"Essa região dá um ar de natureza no meio da cidade. Eu aproveito", comenta o morador do bairro Praia de Belas, citando que se sente seguro por ali.

Bruno relata que já teve sobrepeso e, por isso, a prática de exercícios é algo que ele não abre mão. Acrescenta, inclusive, que sua disposição e o sono mudam após uma corrida. "Ter um espaço para fazer exercício é algo muito positivo dentro de uma metrópole", avalia.

Um local para recomeçar

Gravação especial aniversário de Porto Alegre do JC na Orla do Guaíba
Na foto: Andrea da Matta
Gravação especial aniversário de Porto Alegre do JC na Orla do Guaíba Na foto: Andrea da Matta
/LUIZA PRADO/JC

Andrea da Matta, que trabalha há dois meses como gerente num dos bares da orla, o Sheik Burger, está vivendo uma nova experiência perante o Guaíba. Após fechar o negócio que mantinha no bairro Cidade Baixa, o Zitas Tap House, durante a pandemia, o contato com as pessoas de diversos locais, até estrangeiros, lhe faz bem.

"É difícil empreender neste País. Os pequenos não têm o mesmo apoio dos comércios grandes. Com certeza, não quero mais ter meu próprio negócio", admite.

Ela observa que, pela manhã, os frequentadores gostam de fazer exercícios físicos, à tarde há mais crianças e, na medida que vai caindo o dia, chegam as pessoas que querem curtir a noite. "O pessoal gosta de sucos naturais, água, chope e aperitivos", lista.

Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO