Porto Alegre, sexta-feira, 16 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 16 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Artigo

- Publicada em 14h10min, 18/10/2018.

Uma história a serviço da vida

Mohamed Parrini
O atual momento político-eleitoral brasileiro tem gerado dúvidas, indefinições e mal-estar, tanto nas relações pessoais como nas perspectivas de futuro. Mas tal qual o medo, a esperança é um elemento essencial para a vida e para a evolução.
O atual momento político-eleitoral brasileiro tem gerado dúvidas, indefinições e mal-estar, tanto nas relações pessoais como nas perspectivas de futuro. Mas tal qual o medo, a esperança é um elemento essencial para a vida e para a evolução.
A jornada de nossas vidas deve ser construída a partir de um conjunto de histórias que possam contribuir com a vida dos próximos que virão depois de nós. Assim é um hospital: um coletivo de histórias que passa por gerações e sobrevive às diferentes fases que a sociedade atravessa. Um lugar onde todos os conflitos e preconceitos desaparecem, e somente a vida do próximo faz sentido. Um ambiente onde milhares de trajetórias se cruzam todos os anos. Algumas delas ganhando uma outra chance e um novo sentido, a partir do trabalho dos diferentes profissionais que atuam naquele espaço.
Nestes 91 anos de existência, com independência, respeito à pluralidade de ideologias e crenças, o Hospital Moinhos de Vento segue reafirmando seu propósito. Uma instituição que, com mais de 90 anos de serviços prestados à comunidade gaúcha, vem escrevendo importantes páginas na saúde de nosso país. E todos os dias, essa jornada da vida acontece aqui. Somos nossas próprias histórias e as histórias daqueles que assistimos durante nossa missão de cuidar de vidas.
Concretizar esse objetivo é um exercício diário de obstinação. Jamais acomodar-se diante das adversidades e seguir sempre em frente. Afinal, a vida não espera. Ela pede passagem e continua em movimento. E fazer essa jornada seguir seu rumo exige toda nossa força, razão e disciplina.
O Hospital Moinhos faz isso de forma plena. Desde os nossos primórdios – como o antigo Deutsches Krankenhaus (Hospital Alemão) – até os dias de hoje, todas nossas ações estão fundadas sobre dois pilares: a medicina de excelência e a assistência humanizada. Aliamos o que há de mais moderno e avançado em técnicas e conhecimentos em saúde a um cuidado completo, próximo e afetuoso com o paciente.
A partir do nosso planejamento estratégico 2017-2021, temos investido pesado em uma série de inovações que não apenas qualificam o atendimento, mas colocam Porto Alegre e nosso Estado como referências em excelência médica no país. Ampliamos nossa estrutura física com espaços como o novo Centro de Oncologia Lydia Wong Ling, a abertura de um novo prédio com cem novos leitos de internação, a renovação do Centro de Cardiologia e a certificação do Ministério da Educação para a criação da Faculdade de Ciências da Saúde Moinhos de Vento. Também conquistamos e ampliamos nossas parcerias, como a afiliação à Johns Hopkins Medicine International.
Adquirimos ainda equipamentos como o sistema TrueBeam-Calypso, tecnologia inédita no país para radioterapia; o robô Da Vinci, que deu início à cirurgia robótica em nossa instituição; e, há poucos dias, inauguramos um novo tomógrafo de baixíssima radiação, primeiro de seu modelo no Sul do Brasil. Conquistas que unem precisão, conforto e comodidade para salvar vidas, reafirmando nossa posição como um dos cinco hospitais de excelência do país, segundo o Ministério da Saúde.
E há mais por vir. Até 2019, investiremos mais R$ 70 milhões em novas estruturas para o hospital. Destes, R$ 15 milhões serão destinados para a criação da nova Emergência Pediátrica, que trará um novo paradigma em atendimento de urgência infantil na capital, e outros R$ 17 milhões para a aquisição de novas máquinas. Avançaremos também na área de ensino, com a criação de cursos de mestrado e doutorado, além de uma graduação em Enfermagem.
São conquistas que se somam e qualificam o trabalho de nosso competente corpo clínico e assistencial. Equipes que atuam com dedicação, carinho e paixão pelo que fazem, e que merecem todo o nosso reconhecimento.
Em síntese, isto é cuidar de vidas: permitir que a jornada da existência não se encerre tão brevemente e que novos capítulos de muitas biografias continuem sendo escritos e contados. Sonhar e realizar, esse é o nosso propósito.
Neste mês de outubro, comemoramos o Dia do Médico e também o aniversário do Hospital Moinhos de Vento. E a história dos nossos médicos se confunde com a própria trajetória da instituição e com a evolução da medicina no Rio Grande do Sul. Ao saudá-los nesta data especial, renovamos a esperança no futuro.
Neste momento, o Brasil precisa, mais do que nunca, de união, altruísmo e solidariedade de todos nós.
Superintendente executivo do Hospital Moinhos de Vento
Comentários CORRIGIR TEXTO