Porto Alegre, terça-feira, 06 de abril de 2021.
Porto Alegre,
terça-feira, 06 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Justiça Militar

- Publicada em 19h41min, 06/04/2021.

TJM-RS empossa novo desembargador

Desde novembro 2019, Picon atuou como comandante-geral da Brigada Militar até sua indicação ao Tribunal

Desde novembro 2019, Picon atuou como comandante-geral da Brigada Militar até sua indicação ao Tribunal


Marcelo Nepomuceno/TJMRS/DIVULGAÇÃO/JC
Vinicius Alves
Em solenidade virtual realizada nesta terça-feira (6), o Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande do Sul (TJM-RS) empossou o coronel Rodrigo Mohr Picon como novo desembargador militar da corte. Ele assume a vaga deixada pelo coronel jubilado Antonio Carlos Maciel Rodrigues. Sua nomeação foi publicada no Diário Oficial do Estado.
Em solenidade virtual realizada nesta terça-feira (6), o Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande do Sul (TJM-RS) empossou o coronel Rodrigo Mohr Picon como novo desembargador militar da corte. Ele assume a vaga deixada pelo coronel jubilado Antonio Carlos Maciel Rodrigues. Sua nomeação foi publicada no Diário Oficial do Estado.
“Sinto-me hoje preparado para a missão que está sendo a mim confiada. Foram muitos anos dedicados à segurança pública, muitas decisões tomadas, muitas cicatrizes que nunca deixarão que eu esqueça quem eu sou, quais as minhas origens e no que acredito”, disse Picon em seu discurso de posse. “Tenho certeza que me dedicarei ao máximo para, de forma célere, responder de forma efetiva às atribuições a mim conferidas”.
Trajetória
Picon é graduado em Letras e Pós-graduado em Gestão da Segurança na Sociedade Democrática pela Ulbra, tem 51 anos e é natural de Porto Alegre. Ingressou na Brigada Militar em 1987. Foi comandante do 9° Batalhão de Polícia Militar (BPM) e do 19° BPM, e subcomandante do 1° BPM.
Também atuou como diretor-adjunto no Departamento de Ensino e Treinamento da Secretaria da Segurança Pública e no Departamento de Ensino da Brigada Militar. Foi ainda chefe do Estado-Maior do Comando de Policiamento da Capital (CPC). Desde novembro de 2019 estava como comandante-geral da Brigada Militar até sua indicação ao Tribunal pelo governador Eduardo Leite.
Comentários CORRIGIR TEXTO