Porto Alegre, segunda-feira, 05 de abril de 2021.
Dia dos Fabricantes de Materiais de Construção.
Porto Alegre,
segunda-feira, 05 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Poder Judiciário

- Publicada em 20h14min, 05/04/2021.

Judiciário gaúcho aprova Plano de Carreira para servidores

Expectativa dos servidores do Judiciário é que a unidade construída durante a elaboração do texto reflita em tramitação ágil no Legislativo

Expectativa dos servidores do Judiciário é que a unidade construída durante a elaboração do texto reflita em tramitação ágil no Legislativo


JOYCE ROCHA/JC
O Poder Judiciário gaúcho está mais perto de ter um Plano de Carreira para seus servidores. Depois de 40 anos de estatização, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJ-RS) aprovou, por unanimidade, na tarde desta segunda-feira (5), o texto final do projeto de Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) em sessão virtual retransmitida pela Associação dos Servidores da Justiça do RS (ASJ) em suas redes sociais. Os desembargadores também aprovaram a fixação do curso de Direito como pré-requisito de escolaridade para o cargo de Oficial de Justiça.
O Poder Judiciário gaúcho está mais perto de ter um Plano de Carreira para seus servidores. Depois de 40 anos de estatização, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJ-RS) aprovou, por unanimidade, na tarde desta segunda-feira (5), o texto final do projeto de Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) em sessão virtual retransmitida pela Associação dos Servidores da Justiça do RS (ASJ) em suas redes sociais. Os desembargadores também aprovaram a fixação do curso de Direito como pré-requisito de escolaridade para o cargo de Oficial de Justiça.
Agora, o projeto passará por ajustes internos de redação e, em seguida, a administração do TJ deve remetê-lo à Assembleia Legislativa. A expectativa dos servidores é que a unidade construída durante a elaboração do texto reflita em tramitação ágil no Legislativo, mas com espaço, inclusive, para possíveis emendas.
Para o presidente da ASJ, Paulo Olympio, apesar de o projeto não contemplar todas as demandas das entidades, vários pedidos dos servidores foram incorporados. "Esse projeto é fruto de um trabalho de consenso, do empenho da administração do presidente Voltaire de Lima Moraes e das entidades dos servidores ao longo de 2020. Na prática, ele mudará a carreira do Judiciário gaúcho, tornando-a mais atrativa”, destaca.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/04/05/206x137/1_paulo2018-9284158.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'606b9764c781d', 'cd_midia':9284158, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/04/05/paulo2018-9284158.jpg', 'ds_midia': 'presidente da Associação dos Servidores da Justiça do RS, Paulo Olympio', 'ds_midia_credi': 'CAROLINE JARDINE/DIVULGAÇÃO/JC', 'ds_midia_titlo': 'presidente da Associação dos Servidores da Justiça do RS, Paulo Olympio', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '600', 'cd_midia_h': '450', 'align': 'Left'}
'Projeto mudará a carreira do Judiciário gaúcho, tornando-a mais atrativa', ressalta o presidente da ASJ, Paulo Olympio. Foto: Caroline Jardine/Divulgação/JC
Diversas reuniões virtuais foram realizadas durante o ano de 2020 com o objetivo de chegar a uma composição que atendesse à demanda da categoria. “A ASJ trabalhou o tempo todo ajudando a construir, junto com as demais entidades, esse plano tão importante”, afirmou.
Uma das principais mudanças previstas no PCCS é a promoção sem necessidade de deslocamento dos servidores entre entrâncias. Pelo texto, servidores não precisarão mudar-se de cidade para ascender na carreira, podendo permanecer em sua comarca de domicílio. “Essas mudanças são importantes para a vida das pessoas, principalmente, em um momento difícil como o que vivemos. Sabemos que o Judiciário gaúcho é referência em excelência no País e projetos como esse garantem a manutenção do pioneirismo que nos caracteriza”, ressalta Olympio, lembrando que o projeto não trará aumento de despesas.
Comentários CORRIGIR TEXTO