Porto Alegre, domingo, 19 de julho de 2020.
Nelson Mandela Day.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 19 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

responsabilidade social

- Publicada em 20h59min, 24/05/2020. Alterada em 01h38min, 03/06/2020.

Empresas mostram solidariedade para reduzir impactos da Covid-19

Além de doações, a CMPC implementou diversas medidas de prevenção como uso de álcool em gel

Além de doações, a CMPC implementou diversas medidas de prevenção como uso de álcool em gel


CMPC/DIVULGAÇÃO/JC
Com a piora do avanço do coronavírus no Brasil, muitas empresas deram demonstrações de solidariedade ao aproveitar suas unidades fabris para produzir equipamentos necessários em hospitais, postos de saúde, escolas etc. A seguir, reunimos boa parte dessas iniciativas.
Com a piora do avanço do coronavírus no Brasil, muitas empresas deram demonstrações de solidariedade ao aproveitar suas unidades fabris para produzir equipamentos necessários em hospitais, postos de saúde, escolas etc. A seguir, reunimos boa parte dessas iniciativas.

Herval produz e doa 500 máscaras para o Asilo Padre Cacique

A Herval Indústria de Móveis, Colchões e Espumas disponibilizou voluntariamente suas fábricas e colaboradores para o processo de confecção de 500 máscaras cirúrgicas que foram doadas para o Asilo Padre Cacique, em Porto Alegre. O material foi viabilizado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul e entregue pelo Superintendente de Comunicação e Cultura, André Machado. O asilo diz que doações são indispensáveis, já que estes materiais são descartados com frequência e precisam ser repostos.
 

FCC faz doação a hospitais e entidades

A indústria gaúcha FCC, que utiliza a ciência dos materiais para atender diversos mercados, doou álcool em gel e protetores faciais para hospitais e entidades da região de Campo Bom, no Rio Grande do Sul, e de Conceição do Jacuípe, na Bahia. As doações também foram destinadas ao governo do Rio Grande do Sul, que fez a distribuição para diferentes municípios.
O álcool em gel foi desenvolvido pela empresa e possui propriedades diferenciadas que evitam o ressecamento das mãos. Além disso, em parceria com a Lebbre, startup de impressão 3D, foram feitos protótipos e aprovada a produção de escudos de proteção facial para profissionais da saúde.

Braskem distribui 525 cestas básicas e doa máscaras

Resina fornecida pela empresa foi utilizada pela Fitesa na produção de máscaras e aventais
Resina fornecida pela empresa foi utilizada pela Fitesa na produção de máscaras e aventais
BRASKEM/DIVULGAÇÃO/JC
A Braskem entregou 525 cestas básicas e kits de higiene para 16 Unidades de Triagem (UTs) de Porto Alegre, Dois Irmãos, Esteio, Nova Santa Rita, Sapiranga e Triunfo. Os kits de alimentos incluem 15 itens essenciais, como arroz, feijão e massa. Os kits de higiene reúnem 11 produtos, entre eles creme dental, papel higiênico e sabonete. A doação foi entregue aos representantes das cooperativas para serem distribuídas entre os cooperados. A ação faz parte de uma série de iniciativas lideradas pela empresa para apoiar a sociedade e os municípios onde tem atuação durante a pandemia.
Em outra corrente de solidariedade, a Braskem entregou 8,7 mil kits com água sanitária, detergente e barras de sabão de coco e de glicerina para a comunidade de Montenegro, Nova Santa Rita, Triunfo e Rio Grande. Os produtos, doados para famílias socialmente vulneráveis dos municípios, beneficiaram cerca de 30 mil pessoas.
A empresa também se uniu a parceiros da cadeia da química e do plástico para doar materiais essenciais aos hospitais da rede pública. A resina termoplástica doada, total de 370 toneladas, pode produzir mais de 60 milhões de máscaras ou mais de 1 milhão de aventais. Semana passada, juntamente com Lojas Renner, Fitesa, Coca-Cola Femsa e Coca-Cola Brasil, a Braskem doou 700 mil máscaras cirúrgicas e aventais para instituição de saúde.
 

Fruki doa água mineral para 20 hospitais

A empresa de Bebidas Fruki doou cerca de 50 mil garrafas de água mineral, destinada ao consumo da equipe interna de 20 hospitais, localizados no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. A ação é uma forma da empresa fazer uma homenagem aos profissionais da saúde, que estão trabalhando para salvar vidas.
Para a diretora-presidente da Bebidas Fruki, Aline Eggers Bagatini, a empresa, além de estar comprometida com as medidas tomadas pelas autoridades da saúde em conter a pandemia, quer também contribuir com a comunidade, neste caso os profissionais da saúde. "Queremos sempre fazer parte da vida da nossa comunidade. Neste momento, desejamos muita força e serenidade aos profissionais da saúde no enfrentamento deste enorme desafio", salienta.
 

Gerdau investe R$ 20 milhões no combate à pandemia e ajuda a construir novo hospital em Porto Alegre

Hospital que Gerdau, Ipiranga e Zaffari estão erguendo na Capital ficará pronto no próximo dia 30 de maio; Hospital Moinhos de Vento é parceiro
Hospital que Gerdau, Ipiranga e Zaffari estão erguendo na Capital ficará pronto no próximo dia 30 de maio; Hospital Moinhos de Vento é parceiro
/MARCO QUINTANA/JC
Diante da pandemia do coronavírus no Brasil, a Gerdau realinhou sua estratégia de investimento social, direcionando seus recursos para a área da saúde. A empresa investiu R$ 20 milhões em uma série de iniciativas de apoio ao combate à contaminação pelo novo coronavírus e de auxílio à população afetada. As ações da Gerdau contra a pandemia têm sido desenvolvidas em sete estados: São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Pernambuco e Ceará.
Na capital gaúcha, a empresa, em parceria com o Hospital Moinhos de Vento, a Ipiranga, o Grupo Zaffari e a prefeitura de Porto Alegre, uniu esforços para a construção de um centro de tratamento de combate ao coronavírus. Além do fornecimento do aço e conhecimento que possui na montagem de estruturas, a Gerdau realizou o aporte de R$ 4,2 milhões para a construção. A unidade hospitalar, que deve ser entregue dia 30 de maio, terá 60 leitos construídos em área do Hospital Independência. No local, o público será atendido exclusivamente pelo SUS.
As atuações da empresa também ocorreram em outros municípios do Estado. Em São Jerônimo, foi realizado o alocamento de recursos para a ampliação da capacidade do Hospital São Jerônimo em 20 leitos.
Em Charqueadas, a usina da Gerdau tem utilizado sua impressora 3D para produzir protetores faciais que serão doados aos hospitais públicos do município. A empresa também produziu cerca de 400 litros de álcool 70% em sua usina de Charqueadas para doar ao sistema público de saúde do município.
Neste mês de maio, a Gerdau realizou a doação de 10 mil máscaras descartáveis nos municípios de Charqueadas e Sapucaia do Sul. A iniciativa atende a população que utiliza a estrutura pública de saúde, por meio do SUS, e entidades de segurança pública.

Vulcabras Azaleia doa 5 mil máscaras a hospital de Parobé

A empresa calçadista Vulcabras Azaleia realizou a doação de 61,8 mil máscaras para diversas instituições da região Sul do País. Dentre as entidades beneficiadas estão hospitais, secretarias de saúde e prefeituras de cidades como Araricá, Igrejinha, Ivoti, Novo Hamburgo, Parobé, São Leopoldo, Sapiranga, Taquara e Três Coroas.

Metalúrgica Rovaris produz presilha para máscara respiratória que gera mais conforto no uso

Desde o início de abril, máscaras respiratórias passaram a ser de uso obrigatório para os moradores de Caxias do Sul e outras cidades da região ao circular pelas ruas, utilizar o transporte público coletivo e frequentar estabelecimentos. Atentos a essa medida ainda antes de ser obrigatória, a Metalúrgica Rovaris desenvolveu um artigo complementar às máscaras para tornar seu uso mais confortável.

A presilha para máscara foi fabricada com um material leve, anatômico e resistente que pode ser lavado com água e sabão ou desinfetado com álcool 70%. A peça proporciona um ajuste da máscara respiratória ao rosto, unindo os elásticos atrás da cabeça. A principal finalidade do objeto é aliviar a pressão sobre a orelha, que ocorre devido ao uso contínuo para quem, por exemplo, precisa trabalhar de máscara e permanecer um tempo maior na rua e em ambientes com outras pessoas.

Bibi entrega máscaras e mil pares de calçados para crianças na Bahia e Rio Grande do Sul

Empresa realizou a confecção de máscaras com tecido antimicrobiano
Empresa realizou a confecção de máscaras com tecido antimicrobiano
BIBI CALÇADOS/DIVULGAÇÃO/JC
Há 71 anos no mercado de calçados infantis, a Calçados Bibi investiu em algumas ações de solidariedade em meio à pandemia de Covid-19 no País. A rede, que já apoia algumas instituições nas comunidades onde tem as unidades fabris, como Parobé (RS) e Cruz das Almas (BA), efetuou a doação de mil pares de calçados para crianças. Os produtos foram entregues para a Apae, em Parobé; Lar Padilha e Instituto Vida Breve, ambos em Taquara; e para assistências sociais das prefeituras municipais de Parobé e Cruz das Almas.
Outra iniciativa realizada foi a confecção de máscaras feitas com um não tecido que tem tratamento antimicrobiano e tecnologia Drop Bibi, que transpira e repele a água, para serem doados mensalmente para um hospital localizado em Parobé. As máscaras de proteção também foram destinadas aos 1,2 mil colaboradores da Bibi e à equipe que atua nas lojas da rede, espalhadas por diversas cidades do Brasil.
O item é essencial no combate à disseminação da Covid-19 no País e também no atendimento ao varejo.
 

CMPC investe R$ 5 milhões para produzir máscaras cirúrgicas e destina recursos para o pronto-atendimento de Guaíba

Capacidade fabril chega a 1,4 milhão de unidades por mês
Capacidade fabril chega a 1,4 milhão de unidades por mês
CMPC/DIVULGAÇÃO/JC
O grupo CMPC, por meio da sua subsidiária Softys, investiu cerca de R$ 5 milhões na compra de duas máquinas para fabricar máscaras cirúrgicas e, assim, ajudar no combate ao Covid-19. A companhia fará a distribuição gratuita desses suprimentos.
Juntas, as duas máquinas produzirão 14 milhões de máscaras por mês. O grupo CMPC vai doar a maior parte dos três primeiros lotes para os serviços públicos de saúde das cidades onde possui operações no Rio Grande do Sul. As máscaras também serão usadas por colaboradores.
A empresa ainda acelerou investimentos para a melhoria de um pronto atendimento na cidade de Guaíba. O grupo também doou 150 cestas básicas de alimento e itens de higiene para famílias em situação de vulnerabilidade social de Guaíba, onde mantém sua unidade industrial. Na semana passada, a CMPC doou 1 milhão de máscaras ao governo do Estado, em cerimônia no Palácio Piratini.

Marfrig envia 9,5 mil frascos de álcool em gel para hospitais

A Marfrig doou 9,5 mil frascos de álcool em gel 70% para o estado do Rio Grande do Sul. O produto usado no combate à pandemia do coronavírus vai beneficiar os municípios de Bagé, Alegrete e Hulha Negra, onde a companhia possui unidades.

Para Bagé, serão destinados 6,5 mil frascos ao Hospital Universitário de Bagé e à Santa Casa de Caridade do município. Para o Centro de Atenção Integral a Saúde serão repassados 1,5 mil unidades, enquanto outros 1,5 mil frascos terão como destinos a Irmandade Santa Casa Caridade Alegrete e a Secretaria de Saúde da cidade.

O produto doado foi 100% fabricado pela companhia em sua unidade de Promissão, no estado de São Paulo, que tem capacidade de produção de 10 toneladas mensais de álcool gel, produto utilizado na prevenção do contágio da Covid-19. A companhia também anunciou a doação de R$ 7,5 milhões para o Ministério da Saúde adquirir 100 mil testes rápidos para diagnosticar o novo coronavírus.

Joape disponibiliza estação de descontaminação à Santa Casa

A Joape possibilitou à Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre ser o primeiro hospital do Rio Grande do Sul a contar com uma Estação de Descontaminação contra o Coronavírus. Desenvolvido pelo Setor de Desenvolvimento e Inovações da empresa gaúcha, o equipamento consiste em uma câmara com pulverizadores verticais que borrifam agentes químicos ou orgânicos certificados pela Anvisa em quem passar por eles.

Sem risco para humanos, os produtos utilizados são substâncias atóxicas utilizadas livremente na limpeza e na descontaminação de hospitais, blocos cirúrgicos e indústrias de alimentos. A partir da passagem pela câmara, é possível reduzir em 99% a carga microbiana presente na superfície do corpo, roupas, sapatos e objetos.

Ambev destina álcool em gel para hospitais do Rio Grande do Sul

Produto, disponibilizado em garrafas PET, foi destinado a instituições públicas municipais e estaduais
Produto, disponibilizado em garrafas PET, foi destinado a instituições públicas municipais e estaduais
/AMBEV/DIVULGAÇÃO/JC
A Ambev distribuiu, em abril, 25 mil unidades de álcool em gel à Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul. O produto, disponibilizado em garrafas PET, foi destinado a hospitais públicos municipais e estaduais para ajudar no combate ao novo coronavírus.
A Ambev dobrou sua produção de álcool em gel, chegando a 1 milhão de unidades, que foram doadas a todas as secretarias de Saúde das 27 unidades federativas do Brasil. Para transformar o álcool em gel, o Centro de Engenharia da Ambev desenvolveu uma fórmula nova, que dispensa o uso do carbopol - uma matéria-prima que está em falta no mercado, o que dificultava a ampliação da produção. O processo será feito por empresas parceiras da Ambev em Cotia e Vinhedo (SP).
Além disso, a empresa de bebidas também está trabalhando na fabricação de 3 milhões de máscaras do tipo face shield, que cobrem o rosto todo, para serem doadas ao Ministério da Saúde e, depois, distribuídas.

Tramontina doa R$ 1 milhão para novos leitos de UTI na Santa Casa

Empresa da serra gaúcha contribuiu para complexo hospitalar em Porto Alegre, além de ter doado cestas básicas e equipamentos em sua região
Empresa da serra gaúcha contribuiu para complexo hospitalar em Porto Alegre, além de ter doado cestas básicas e equipamentos em sua região
/DEBORA ZANDONAI/DIVULGAÇÃO/JC

No final do mês de abril, o projeto da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre de criação de 80 novos leitos de UTI para auxiliar no combate ao novo coronavírus ganhou um novo apoiador. A Tramontina doou R$ 1 milhão para a instituição montar a infraestrutura necessária.

A estrutura será construída em duas unidades hospitalares do complexo. Primeiro, no Pavilhão Pereira Filho, especializado em doenças respiratórias, e, depois, se houver necessidade, no Hospital São José, especializado em neurocirurgia e procedimentos de alta complexidade.

A Tramontina também tem feito doações na serra gaúcha. A empresa doou cestas básicas para prefeituras e utensílios e equipamentos de aço inox para cozinha, além de móveis de plástico para hospitais.

General Motors trabalha no conserto de respiradores hospitalares

Atuando junto às autoridades, a General Motors está liderando esforços conjuntos com o Ministério da Economia, o Senai, a Associação Brasileira de Engenharia Clínica (Abeclin) e outras empresas no conserto de todos os respiradores que não estão funcionando no Brasil. A ação tem o intuito de aumentar o número de aparelhos disponíveis para atender pacientes graves infectados pelo coronavírus.

O objetivo da empresa é consertar 100% dos aparelhos fazendo a logística de buscar nos hospitais, levar até uma fábrica mais próxima, consertar com a mão de obra técnica voluntária treinada pelo Senai. Depois de funcionando, o equipamento retorna para o hospital de origem para ser usado no combate à Covid-19.

Mais de 6,5 mil cestas de alimentos, higiene e limpeza estão sendo doadas a famílias em situação de vulnerabilidade social em todas as sete cidades em que a GM está presente no Brasil, como é o caso de Gravataí. Também estão sendo doados 12,5 mil luvas de látex e 3 mil óculos de segurança a profissionais de saúde que atuam na linha de frente contra a Covid-19.

Lactalis do Brasil realiza doações em cidades onde está presente

A Lactalis do Brasil, dona das marcas Elegê, Parmalat, Batavo, entre outras, está promovendo ações no combate aos danos da pandemia. A empresa com fábricas no Rio Grande do Sul adotou a estratégia de atender comunidades nas cidades onde está presente, com a doação de produtos de higiene aos gestores municipais, que ficarão encarregados pela distribuição às equipes de saúde que atuam na linha de frente de combate ao coronavírus. Foram 300 litros de álcool em gel glicerinado distribuídos a cada uma das 19 localidades onde a Lactalis mantém operações no Brasil. Além disso, intensificou o trabalho de doação de alimentos a entidades de saúde e assistenciais no Rio Grande do Sul e em outros estados.

Ações do grupo Dimed incluem nova edição do Troco Amigo

Kits de higiene foram levados ao Asilo Padre Cacique, na Capital
Kits de higiene foram levados ao Asilo Padre Cacique, na Capital
/panvel/DIVULGAÇÃO/JC

O grupo Dimed, que inclui a Panvel Farmácias, lançou uma edição especial do Troco Amigo com foco no combate à Covid-19. A novidade irá beneficiar diretamente 86 instituições de saúde na Região Sul e em São Paulo, auxiliando os serviços de atendimento durante o período de pandemia. A empresa já fez o repasse imediato de R$ 1 milhão ao programa, além de duplicar por conta própria cada valor doado até chegar a R$ 2 milhões e, assim, aproximar-se da meta inicial de R$ 5 milhões.

Também foram doadas 100 máscaras de acrílico para a Guarda Municipal de Porto Alegre. Em outra ação, a Panvel, em parceria com a Polícia Civil, realizou a entrega de kits de higiene e medicamentos para o Asilo Padre Cacique, em Porto Alegre. A rede irá doar, ainda, 16 mil sabonetes gratuitamente entre nove entidades filantrópicas que atuam nas capitais da Região Sul.

JBS doará R$ 21,7 milhões para ações de prevenção no Rio Grande do Sul

A companhia de frigoríficos JBS vai doar R$ 21,7 milhões para o combate ao coronavírus no Rio Grande do Sul. Os recursos serão destinados a ações de saúde pública, social e apoio à ciência, viabilizando a construção de hospitais modulares (permanentes), compra de equipamentos de proteção individual (EPIs), equipamentos de saúde, cestas básicas e de higiene e limpeza, entre outros.

As doações serão destinadas ao Estado (R$ 10 milhões) e a 11 cidades gaúchas
(R$ 11,7 milhões), beneficiando, direta ou indiretamente, uma população de quase 3 milhões de pessoas. Todas as iniciativas serão auditadas pela consultoria Grant Thornton, que abriu mão de seus honorários para contribuir com o programa social.

Fruki doa água mineral para 20 hospitais

A empresa Bebidas Fruki doou cerca de 50 mil garrafas de água mineral, destinada ao consumo da equipe interna de 20 hospitais, localizados no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. A ação é uma forma de a empresa fazer uma homenagem aos profissionais da saúde, que estão trabalhando para salvar vidas.

Para a diretora-presidente da Bebidas Fruki, Aline Eggers Bagatini, a empresa, além de estar comprometida com as medidas tomadas pelas autoridades, quer também contribuir com a comunidade, neste caso, com os profissionais da saúde. "Queremos sempre fazer parte da vida da nossa comunidade. Neste momento, desejamos muita força e serenidade aos profissionais da saúde no enfrentamento deste enorme desafio", salienta.

Saint Gobain colabora com a construção de dois hospitais em Santa Maria

Brasilit, Placo e Quartzolit, empresas do Grupo Saint Gobain, colaboram no combate e na prevenção da Covid-19 com o envio de materiais para a construção e a expansão de dois hospitais em Santa Maria. A doação irá gerar de 60 leitos de UTI.

O Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM) mantinha suas obras de expansão suspensas desde o ano passado e, por conta da pandemia, retomaram em ritmo acelerado para prestar seus serviços à sociedade da região. Foi fornecido gratuitamente para a ocasião todo equipamento de drywall necessário para a construção de 50 novos leitos de UTI. A obra deverá ser entregue totalmente no final de julho.

O Hospital Regional de Santa Maria conta, atualmente, com 40 leitos de internação, sendo 30 clínicos e 10 de UTI. Por meio da doação de materiais de construção das três empresas da Saint Gobain, a UTI definitiva do centro de saúde contará com a qualidade do drywall no processo de readequação do espaço. A previsão de entrega é para o fim de junho próximo.

Victoria Maxx interrompe produção para fabricar álcool em gel

A indústria de terceirização de cosméticos Victoria Maxx, de Caxias do Sul, interrompeu sua produção normal para atender somente aos pedidos de fabricação de álcool em gel. Desde março, quando aumentou a procura pelo produto, a fábrica reforçou a elaboração do antisséptico e passou a fornecer cinco toneladas do produto por dia ao mercado, tendo parte de sua produção destinada a hospitais, lares de idosos do Rio Grande do Sul e pessoas em vulnerabilidade social atendidas pelas entidades assistenciais de Caxias do Sul, juntamente a itens de higiene, como sabonetes.

Senai investe R$ 67 milhões em diversas ações

Alunos da instituição auxiliaram na produção de aventais e também de máscaras
Alunos da instituição auxiliaram na produção de aventais e também de máscaras
/SENAI/DIVULGAÇÃO/JC
Sob a coordenação da Confederação Nacional da Indústria, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) investiu R$ 67 milhões em ações voltadas ao combate ao novo coronavírus. Entre o conjunto de ações realizadas pelo Senai, a iniciativa de maior valor é o aporte, via Edital de Inovação para a Indústria, de R$ 15 milhões em cerca de 25 projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação para se colocar no mercado, no curto prazo, produtos e soluções, como testes rápidos de detecção da doença, para se prevenir e diagnosticar a Covid-19.
Outra ação coordenada pelo Senai foi a de manutenção de respiradores mecânicos. Em parceria com 20 empresas e institutos de pesquisa, a rede já recebeu 2.647 equipamentos, que estão sendo consertados sem custo para os hospitais.
Em Porto Alegre, o Senai Moda e Design confeccionou 370 aventais para o Hospital Divina Providência, com TNT doado pela instituição de saúde. Em Caxias do Sul, em uma parceria entre o Senai e a Câmara de Indústria, Comércio e de Serviços da cidade, 11 voluntários, entre instrutores e ex-alunos, estão no Senai Nilo Peçanha confeccionando 3 mil uniformes hospitalares (calça e blusa) e 10 mil máscaras.
Também na Serra, em Bento Gonçalves, o Instituto Senai de Tecnologia em Madeira e Mobiliário tem como meta produzir 10 mil máscaras de proteção para profissionais da saúde do Hospital Tacchini, com a ajuda de voluntários.
 

Rasen Bier deixa de produzir cerveja para suprir demanda de álcool em gel

Desde o fim de março, a Rasen Bier suspendeu a sua fabricação de cervejas e disponibilizou a sua estrutura para suprir a demanda de álcool em gel, que chegou a ficar em falta em Gramado e região devido à pandemia de coronavírus. O material produzido foi doado a asilos, hospitais, prefeituras e para policiais.

A cervejaria iniciou a comercialização do álcool em gel com o objetivo de manter o quadro de colaboradores da empresa. "O cenário se estendeu além das nossas expectativas e continua incerto. Por isso, incluímos o álcool em gel como um produto fixo em nosso portfólio", explicou o CEO de Rasen Bier, Augusto Schwingel Luz. As doações, porém, continuam até o fim da pandemia, e a marca, que irá inaugurar sua nova fábrica no segundo semestre, pretende direcionar a sua unidade atual apenas para a fabricação do material de higiene.

Comentários CORRIGIR TEXTO