Porto Alegre, quarta-feira, 12 de janeiro de 2022.
Aniversário da Caixa Econômica Federal.
Porto Alegre,
quarta-feira, 12 de janeiro de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 12/01/2022 às 10h11min.

Grupo Hospitalar Conceição suspende visitas a partir desta sexta-feira, 14

Medida tem como objetivo prevenir a transmissão da Covid-19 em razão do aumento de casos

Medida tem como objetivo prevenir a transmissão da Covid-19 em razão do aumento de casos


JOYCE ROCHA/JC
O Grupo Hospitalar Conceição (GHC) anunciou que estarão suspensas a partir da próxima sexta-feira (14) as visitas aos pacientes internados nas unidades do GHC, sendo elas os hospitais Nossa Senhora da Conceição, Criança Conceição, Cristo Redentor e Fêmina.
O Grupo Hospitalar Conceição (GHC) anunciou que estarão suspensas a partir da próxima sexta-feira (14) as visitas aos pacientes internados nas unidades do GHC, sendo elas os hospitais Nossa Senhora da Conceição, Criança Conceição, Cristo Redentor e Fêmina.
A medida foi tomada em nova reunião do Gabinete de Gerenciamento de Crise, realizada na manhã da terça-feira (11) e tem como objetivo prevenir a transmissão da Covid-19 em razão do aumento do número de casos na comunidade.
O diretor técnico do Grupo Hospitalar Conceição, Francisco Paz, afirma que há grande preocupação acerca da disseminação entre os funcionários, já que, no momento, o hospital conta com um número muito grande de afastamentos. "De janeiro até agora, estiveram afastados um total de 395 funcionários, então é muita gente saindo em um curto espaço de tempo. A nossa ideia agora é diminuir as aglomerações dentro do hospital, porque a visita pode ser um vetor e trazer a doença para dentro do ambiente hospitalar", destaca o diretor.
Paz ressalta que, nos hospitais do GHC, além da suspensão de visitas, outras medidas estão sendo tomadas para evitar aglomerações, como a redução do refeitório e testagem de todos os funcionários que apresentarem qualquer tipo de sintoma indicativo do vírus.
Em relação à gravidade e número de casos, tanto dos funcionários como pacientes, o diretor destaca que, geralmente, os pacientes apresentam quadros leves e ainda não há sinais de lotação no hospital. "Até ontem à noite (11), estávamos com 22 internados e 16 casos confirmados, é um número pequeno perto do que vínhamos tendo. Nossa UTI está com poucos pacientes com Covid. Não é a gravidade da doença que está nos preocupando agora, mas sim o tamanho do problema que vai se criando com a disseminação rápida", finaliza Paz. 
As estruturas que foram montadas ao longo dos quase dois anos de pandemia continuam a funcionar no GHC. A tenda para testagem dos funcionários está em uso e a Unidade de Pronto Atendimento segue atendendo. O gabinete de crise do hospital segue se reunindo sistematicamente para definir as medidas a serem tomadas.
A entrada dos acompanhantes, conforme previsto em lei, permanece.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO