Porto Alegre, sexta-feira, 23 de abril de 2021.
Dia Mundial do Livro. Dia Mundial do Escoteiro.
Porto Alegre,
sexta-feira, 23 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

SAÚDE

- Publicada em 18h59min, 23/04/2021.

Idosos devem ter idade completa da faixa de imunização para garantir vacina

Idoso precisa ter completado a idade indicada para garantir vacinação

Idoso precisa ter completado a idade indicada para garantir vacinação


ALEX ROCHA/PMPA/DIVULGAÇÃO/JC
Fernanda Crancio
Ansiosos pela proteção contra a Covid-19, muitos gaúchos do grupo priortário têm procurado os postos para tentar garantir a vacinação mesmo antes de atingirem a faixa de imunização vigente. No entanto, a orientação do governo do Estado é clara: para se vacinar, o idoso precisa ter completado a idade indicada pelo calendário municipal até o dia da aplicação.
Ansiosos pela proteção contra a Covid-19, muitos gaúchos do grupo priortário têm procurado os postos para tentar garantir a vacinação mesmo antes de atingirem a faixa de imunização vigente. No entanto, a orientação do governo do Estado é clara: para se vacinar, o idoso precisa ter completado a idade indicada pelo calendário municipal até o dia da aplicação.
Em todo o Estado, no entanto, a orientação às prefeituras é para otimizar as doses de imunizantes disponíveis, procurando sempre utilizar as sobras diárias de vacinas que possam ocorrer. Em Porto Alegre, por exemplo, a administração municipal chegou a divulgar uma nota, no final de março, estabelecendo regras para o uso de eventuais sobras de imunizantes. “O objetivo é fazer a vacina chegar ao maior número possível de pessoas integrantes dos grupos prioritários de vacinação, evitando todo e qualquer desperdício ou perda de segurança da vacina”, destacou no comunicado o diretor da Vigilância em Saúde, Fernando Ritter.
Como o tempo de abertura dos frascos das vacinas tem validade de seis horas, a prefeitura da Capital determinou que, ao término do expediente de vacinação, caso haja sobra, deva ser feita uma busca no entorno da unidade de saúde, para identificar pessoas que integram os grupos prioritários de vacinação (idosos, profissionais de saúde e, na ausência desses, pessoas com comorbidades descritas no Plano Municipal de Vacinação, em atendimento aos planos estadual e nacional) e que porventura estejam no local em busca dos imunizantes. Pessoas de fora desse grupo não podem ser beneficiadas.
Outra dúvida recorrente dos gaúchos tem sido a respeito da diferença de faixa etária de vacinação nas cidades. A Secretaria Estadual da Saúde (SES) esclarece, no site que dispõe as informações sobre a Covid-19, que o processo depende do ritmo de vacinação aplicado em cada município. "Na medida em que o município completa a faixa etária indicada, pode avançar para a próxima faixa. Essas diferenças entre os municípios ocorrem, por exemplo, em função da velocidade de aplicação, tamanho do grupo a ser vacinado e outros fatores".
Nesta semana, por exemplo, Estância Velha foi a primeira cidade gaúcha a começar a vacinar pessoas portadoras de comorbidades, de acordo com o avanço da vacinação dos grupos prioritários. A projeção do Ministério da Saúde é de que esse grupo passe a ser imunizado, em todo o País, a partir de maio.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário