Porto Alegre, sexta-feira, 09 de abril de 2021.
Dia Nacional do Aço.
Porto Alegre,
sexta-feira, 09 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

SAÚDE

- Publicada em 18h42min, 09/04/2021.

Apesar de leve melhora no cenário da pandemia, Leite alerta para situação ainda 'crítica'

Leite enfatizou necessidade de os gaúchos manterem os cuidados e reforçarem a fiscalização

Leite enfatizou necessidade de os gaúchos manterem os cuidados e reforçarem a fiscalização


FELIPE DALLA VALLE/PALÁCIO PIRATINI/DIVULGAÇÃO/JC
Fernanda Crancio
Ao anunciar novas flexibilizações a atividades econômicas, nesta sexta-feira (9), embasadas nas análises dos comitês científicos e de dados do Estado, o governador Eduardo Leite afirmou que os indicadores apontam uma melhora no cenário da pandemia no Estado, porém, que a situação ainda é considerada crítica, principalmete em função dos altos índices de ocupação das UTIs.
Ao anunciar novas flexibilizações a atividades econômicas, nesta sexta-feira (9), embasadas nas análises dos comitês científicos e de dados do Estado, o governador Eduardo Leite afirmou que os indicadores apontam uma melhora no cenário da pandemia no Estado, porém, que a situação ainda é considerada crítica, principalmete em função dos altos índices de ocupação das UTIs.
Na manhã desta sexta, o percentual de ocupação dos leitos intensivos nos hospitais gaúchos chegou a 94,8% - 3.228 dos 3.404 leitos ocupados. Nos leitos de UTI que atendem pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a ocupação é de 89,3% (2.196 pessoas para 2.458 vagas). Já nos leitos privados, a ocupação era de 106,9%, com 1.011 pacientes para 946 vagas. Apesar disso, o RS atingiu o menor número de internados por Covid-19 desde 1º de março.
Desde a segunda quinzena de março, os hospitais vêm observando essa redução na ocupação de leitos de UTI Covid, decorrente do aumento no número de leitos (+236) e do início da redução nos casos positivos para a doença, desde o dia 27 de março.
Outro indicador positivo é a queda de internação em leitos clínicos. O total de pacientes confirmados e suspeitos em leitos clínicos atingiu o pico em 12 de março, com 6.229 internações. Quase um mês depois, em 7 de abril, havia 3.624 internados.
O governador também apontou que a curva ascendente de casos positivos de Covid-19 no Estado começou a aparecer em 27 de fevereiro, quando houve a suspensão da cogestão e imposição de medidas mais restritivas.
 Segundo divulgou Leite durante a live, o total de pacientes confirmados e suspeitos em UTI alcançou o pico no dia 15 de março, com 110,3% de ocupação, e o maior número de internados em leitos de UTI foi registrado em 21 de março – 2.771 pessoas. Esse número vem apresentando leve redução, mas ainda é alto.
No final da tarde, a taxa de ocupação das UTIs já havia reduzido um pouco, chegando a 93,1%, com 3.177 pacientes internados em 3.411 leitos de unidade intensiva no Estado. "O Estado passou por um momento muito crítico e está tendo evolução que permite reduzir algumas restrições, mas ainda inspira muitos cuidados. Do ponto de vista da saúde, o cenário ainda requer restrições à circulação e reforço na fiscalização”, avaliou o chefe do Executivo.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário