Porto Alegre, quinta-feira, 08 de abril de 2021.
Dia Mundial do Combate ao Câncer.
Porto Alegre,
quinta-feira, 08 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

SAÚDE

- Publicada em 19h14min, 08/04/2021.

Anvisa autoriza Federação das Santas Casas do RS a importar da Índia remédios do kit intubação

Fármacos, utilizados para sedação, deverão chegar ao RS em até 30 dias

Fármacos, utilizados para sedação, deverão chegar ao RS em até 30 dias


Mauro Nascimento/PALÁCIO PIRATINI/JC
Fernanda Crancio
Dois dias após enviar à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pedido de excepcionalidade para a aquisição de fármacos do kit intubação diretamente da Índia, país que não pertencia aos autorizados pelo órgão regulador, a Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Rio Grande do Sul (Federação RS) obteve o aval da entidade. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (8) no Diário Oficial da União, alterando resolução que dispõe, de forma extraordinária e temporária, sobre os requisitos para a importação dos medicamentos.
Dois dias após enviar à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pedido de excepcionalidade para a aquisição de fármacos do kit intubação diretamente da Índia, país que não pertencia aos autorizados pelo órgão regulador, a Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Rio Grande do Sul (Federação RS) obteve o aval da entidade. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (8) no Diário Oficial da União, alterando resolução que dispõe, de forma extraordinária e temporária, sobre os requisitos para a importação dos medicamentos.
 A decisão da Anvisa se baseou na situação emergencial de saúde pública por conta da pandemia e beneficia, no caso das instituições gaúchas, 53 hospitais associados, que comprarão 900 mil ampolas de três medicamentos utilizados para garantir a continuidade da assistência aos internados nas UTIs Covid. Os psicotrópicos Midazolam, Atrácurio e Fentanil são utilizados para manter a sedação dos pacientes intubados e, além de estarem em falta no mercado, têm sido encontrados com preço superfaturado nos últimos meses.
A medida minImizará a escassez desses produtos e ajudará a equilibrar os estoques dos hospitai gaúchos. "A publicação da resolução da Anvisa representa uma esperança a mais para que possamos adquirir medicamentos no mercado internacional, levando em conta a dificuldade imensa que estamos de adquirir tais insumos. Agora vamos iniciar o processo de aquisição, podendo levar de 20 a 30 dias para o recebimento dos mesmos", enfatizou o presidente da Federação RS, Luciney Bohrer.
De acordo com Cassiano Macedo, que tem conduzido o processo pela divisão de Saúde Suplementar da entidade, a celeridade da decisão da Anvisa surpreendeu a todos. Em fase operacional, os trâmites para a compra dos medicamentos do laboratório indiano estão na fase de apresentação de documentação. Mediante a aprovação da Anvisa, cada hospital começará a efetuar os pagamentos adiantados dos lotes à importadora, o que deve ocorrer já a partir desta sexta-feira (9). "Esse processo se estenderá até a semana que vem e, a partir daí, teremos até um mês para o recebimento das cargas", comenta.
A Federação RS também foi dispensada pela Anvisa da necessidade de apresentação de Autorização Especial (AE) para a importação dos remédios em questão, o que tornaria toda a tramitação mais morosa.
Na solicitação feita ao órgão regulador, a entidade relatou a representatividade das casas de Saúde gaúchas, que integram a maior rede hospitalar do Estado e atuam na linha de frente do combate à pandemia, sendo responsáveis por mais de 70% dos atendimentos feitos pelo Sistema Único de Saúde no Estado. "Para 220 municípios a única opção hospitalar é uma Santa Casa ou um hospital filantrópico. É inegável a imprescindibilidade e o diferencial da rede, frente aos números ora apresentados", justificou a Federação no ofício encaminhado à presidência da Anvisa.
Nesta semana, o Rio Grande do Sul recebeu o maior lote de insumos do kit intubação desde o início da pandemia, o que colabora para a qualidade da prestação dos atendimentos aos pacientes em UTI.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário