Porto Alegre, domingo, 04 de abril de 2021.
Aniversário da cidade de São Gabriel.
Porto Alegre,
domingo, 04 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

SAÚDE

- Publicada em 16h00min, 04/04/2021. Atualizada em 16h01min, 04/04/2021.

Com mais de 10 mil novos casos de Covid-19 no feriadão, RS ultrapassa 860 mil infectados

Em leve queda, ocupação de leitos de UTI está em 96,4%, com 3.265 pacientes em atendimento

Em leve queda, ocupação de leitos de UTI está em 96,4%, com 3.265 pacientes em atendimento


SILVIO AVILA/HCPA/DIVULGAÇÃO/JC
Com 895 novos registros de pacientes confirmados com Covid-19 neste domingo (4), o Rio Grande do Sul ultrapassou a marca de 860 mil casos da doença. Segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde (SES), também foram notificados 63 óbitos nas últimas 24 horas, totalizando 20.499 vítimas do novo coronavírus em todo o Estado.
Com 895 novos registros de pacientes confirmados com Covid-19 neste domingo (4), o Rio Grande do Sul ultrapassou a marca de 860 mil casos da doença. Segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde (SES), também foram notificados 63 óbitos nas últimas 24 horas, totalizando 20.499 vítimas do novo coronavírus em todo o Estado.
No sábado (3), haviam sido contabilizados 202 óbitos e 1.278 novos casos. Já na Sexta-feira Santa foram 171 mortes e 7.835 casos. Com isso, o feriadão de Páscoa somou a triste marca de 433 mortos pela Covid-19 e de mais de 10 mil casos notificados.
O número de recuperados da doença, no entanto, chega a 824.026, um índice de 96%. Outros 15,5 mil pacientes gaúchos ainda estão em acompanhamento.
Mantendo a tendência dos últimos dias, a ocupação de leitos de UTI teve uma leve queda, e está em 96,4%, com 3.265 pacientes em 3.387 leitos, o que significa 122 leitos livres. Dos internos em UTI, 2.398 são em decorrência da Covid-19.
Outros 62,5 mil pacientes estão hospitalizados no Estado com suspeita de Covid-19 ou por outras síndromes respiratórias graves.
div style="text-align: center;">> Acesse a cobertura completa sobre o coronavírus 
Comentários CORRIGIR TEXTO