Porto Alegre, sábado, 20 de fevereiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 20 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 16h03min, 20/02/2021. Atualizada em 19h22min, 20/02/2021.

Porto Alegre bate recorde de hospitais com 100% de lotação nas UTIs

Em média, a ocupação do setor está em 92,38% na Capital

Em média, a ocupação do setor está em 92,38% na Capital


Thales Ferreira/Arquivo PMSL/JC
Roberta Mello
O crescimento acelerado de casos de Covid-19 nos últimos dias provoca a lotação de seis UTIs em Porto Alegre, segundo dados do painel de monitoramento dos hospitais deste sábado (20). Estão com 100% de ocupação os hospitais Moinhos de Vento, Mãe de Deus, Ernesto Dornelles, Independência e Restinga.
O crescimento acelerado de casos de Covid-19 nos últimos dias provoca a lotação de seis UTIs em Porto Alegre, segundo dados do painel de monitoramento dos hospitais deste sábado (20). Estão com 100% de ocupação os hospitais Moinhos de Vento, Mãe de Deus, Ernesto Dornelles, Independência e Restinga.
Outro com ocupação total é o Hospital Fêmina, que é uma maternidade, mas que não tem casos de Covid. Como outros hospitais restringem o fluxo, a demanda pode estar maior também na instituição. 
Na última semana, um acordo incluiu o Hospital Porto Alegre na rede de atendimento. A ocupação nos 17 hospitais com UTIs está é de 92,38%, considerando todos os pacientes, com novo coronavíris ou não. Do total de 817 vagas, 740 estão com doentes.   
As UTIs de Porto Alegre ultrapassaram também o segundo período com maior número de pacientes com Covid-19 na pandemia. São 339 casos, em nova atualização do painel das UTIs dos hospitais.
O número é ainda maior do que o desta sexta-feira (19), que teve 335 internações nas unidades. O recorde foi registrado em 4 de setembro, dia que teve o maior nível de internações em 11 meses de pandemia, com 347 casos.
Além de ter 339 casos confirmados, o alerta fica ligado porque são 48 casos suspeitos em UTIs e mais 31 pessoas com Covid mantidas em emergências aguardando para seguirem para UTI, segundo o painel.
Nos últimos dias, seis hospitais restringiram atendimentos, com suspensão de cirurgias não urgentes. Foi o que fez o Clínicas, Moinhos de Vento, São Lucas, Conceição, Divina Providência e Santa Casa, o mais recente neste sábado.
Comentários CORRIGIR TEXTO