Porto Alegre, segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 22h10min, 14/02/2021. Atualizada em 12h07min, 15/02/2021.

Com apenas 3% da população vacinada, RS enfrenta alta nas internações por Covid

Internações clínicas, que não incluem as de UTI, atingem maior nível desde 24 de dezembro

Internações clínicas, que não incluem as de UTI, atingem maior nível desde 24 de dezembro


Thales Ferreira/Arquivo PMSL/JC
Patrícia Comunello
Atualizada às 12h de 15/02/2021
Atualizada às 12h de 15/02/2021
Enquanto o ritmo da vacinação contra a Covid-19 ainda é muito lento - apenas 3% da população foi imunizada até o fim da manhã desta segunda-feira (15) -, o Rio Grande do Sul eleva o alerta para os impactos da contaminação do novo coronavírus. As internações clínicas por Covid-19 regitram o maior número desde fim de dezembro.
Também causa preocupação com a detecção do primeiro caso da variante do novo coronavírus que surgiu em Manaus e tem maior poder de transmissão.  
Nesse domingo (14), são 1.207 casos confirmados internados em hospitais do Estado, segundo o painel geral, da pandemia. Esta marca é a maior desde 24 de dezembro, quando 1.230 pessoas estavam em leitos clinicos recebendo cuidados.
O vacinômetro estadual aponta que 345,7 mil pessoas receberam a primeira dose e 6,4 mil a segunda. O total de doses aplicadas chega a 352,1 mil. Enquanto isso, os números da pandemia mostram que internações de doentes com o novo coronavírus mantêm o crescimento. Porto Alegre busca atingir esta semana os idosos acima de 85 anos que faltam ser imunizados.
O Gabinete de Crise destacou a deterioração dos indicadores, que afetou o mapa preliminar das bandeiras de risco, com mais zonas em vermelho, de maior risco. Mais casos clínicos implica em mais pressão por vagas em UTIs, pois muitos casos podem ter agravamento e necessitar de cuidsados intensivos.
As UTIs também têm apresentado demanda crescente, com ocupação que é de 76,3% neste domingo. São 877 casos de Covid-19, nível mais elevado da doença desde 4 de janeiro, que registrava 895 casos.
Em Porto Alegre, as unidades computam 292 casos do novo coronavírus, maior ocupação desde 4 de janeiro, quando o setor registrou 300 pacientes confirmados para a Covid-19. Os hospitais Moinhos de Vento e Mãe de Deus estão com 100% de ocupação neste domingo. A estrutura geral das UTIs tem 89% de ocupação, o aque inclui todos os tipos de enfermidades.
No quadro geral da pandemia, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) informou mais 24 óbitos entre os dias 23 de janeiro e 13 de fevereiro. O total de mortes passa a 11.379. Já o contingente de casos de Covid-19  alcança a marca de 585.346. Foram 1,3 mil novos casos. Até agora, 559.001 pessoas com infecção confirmada desde março de 2020 se recuperaram. 
Comentários CORRIGIR TEXTO