Porto Alegre, terça-feira, 12 de janeiro de 2021.
Aniversário da Caixa Econômica Federal.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 12 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 18h35min, 12/01/2021. Atualizada em 18h38min, 12/01/2021.

Anvisa decide no domingo sobre uso emergencial das vacinas de Oxford e Coronavac

Agência diz que vai se reunir um dia antes do fim do prazo de 10 dias estimado para exame

Agência diz que vai se reunir um dia antes do fim do prazo de 10 dias estimado para exame


Marcelo Camargo/Agência Brasil/JC
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) comunicou, no fim da tarde desta terça-feira (12), que domingo decide sobre os pedidos de uso emergencial das vacinas de Oxford/Fiocruz e Coronavac/Instituto Butantan contra a Covid-19.
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) comunicou, no fim da tarde desta terça-feira (12), que domingo decide sobre os pedidos de uso emergencial das vacinas de Oxford/Fiocruz e Coronavac/Instituto Butantan contra a Covid-19.
O prazo está dentro dos 10 dias estimados pela agência reguladora para dar respostas aos dois pedidos. A direção da Anvisa se posiciona no penúltimo dia do tempo estabelecido.
O órgão reforçou que "faz-se necessária a entrega, em tempo hábil para análise, dos documentos faltantes e complementares". A agência não chegou a indicar quais dos pedidos ou mesmo quais documentos quem faltam. No site da agência, foi criada uma área que mostra o fluxo da análise dos dois processos.
Os dois pedidos foram feitos na quinta-feira (7). No fim de semana, a agência chegou a dizer que a Oxford havia atendido aos dados solicitados e que o Butantan precisava complementar.
O governador de São Paulo, João Doria, cobrou bom senso do órgão. O ministro da saúde, Eduardo Pazuello, garantiu que o governo tem interesse no término da análise da Coronavac.  
A Coronavac divulgou nesta terça-feira que o imunizante tem eficácia geral de 50,4%.
Comentários CORRIGIR TEXTO