Porto Alegre, terça-feira, 22 de dezembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 22 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 11h13min, 22/12/2020.

RS tem mais de três mil internados entre suspeitos e confirmados com Covid-19

São 942 gaúchos em UTIs por apresentarem quadros graves da Covid-19

São 942 gaúchos em UTIs por apresentarem quadros graves da Covid-19


Go Nakamura/Getty Images/AFP/JC
Juliano Tatsch
A pandemia do novo coronavírus segue em crescimento no Rio Grande do Sul e deve ingressar o ano de 2021 fazendo vítimas enquanto a vacina não chega. Nesta terça-feira (22), o total de pessoas hospitalizadas no Estado chegou a 3.094, considerando casos confirmados e suspeitos e internações em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) e leitos clínicos.
A pandemia do novo coronavírus segue em crescimento no Rio Grande do Sul e deve ingressar o ano de 2021 fazendo vítimas enquanto a vacina não chega. Nesta terça-feira (22), o total de pessoas hospitalizadas no Estado chegou a 3.094, considerando casos confirmados e suspeitos e internações em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) e leitos clínicos.
São 942 gaúchos em tratamento em leitos intensivos por apresentarem quadros graves da Covid-19. Outros 1.290 estão internados em leitos clínicos em razão da doença. Além deles, há 166 pessoas hospitalizadas em UTIs com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus, além de 646 pacientes em leitos clínicos também com a suspeita de infecção.
O Rio Grande do Sul tem 81,7% de ocupação em seus leitos intensivos. No Sistema Único de Saúde (SUS), o percentual de ocupação nas UTIs é de 74,3%. Já na rede privada de atendimento em saúde, a ocupação supera a capacidade total, chegando a 101,7% - 712 leitos e 724 pacientes. Isso significa que 12 pacientes estão em leitos intensivos improvisados na rede privada gaúcha.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/12/22/206x137/1_internacoes_rs-9216371.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5fe1fb438ffb3', 'cd_midia':9216371, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/12/22/internacoes_rs-9216371.jpg', 'ds_midia': 'Variação das internações por Covid-19 no RS', 'ds_midia_credi': 'Arte/JC', 'ds_midia_titlo': 'Variação das internações por Covid-19 no RS', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '593', 'align': 'Left'}
Entre as chamadas Regiões Covid do Estado, a de Novo Hamburgo, que engloba 15 municípios, é a que está em situação mais crítica – 110 dos 113 leitos de UTI disponíveis estão ocupados (97,3%). Do total de pacientes hospitalizados na região em unidades intensivas, 47,3% estão com a Covid-19.
A região de Cachoeira do Sul é a que tem o segundo pior cenário, com 95% de ocupação nos leitos intensivos. São 19 pacientes internados nos 20 leitos disponíveis. Destes, 11 (57,9%) estão internados em razão da pandemia.
O Rio Grande do Sul tem 409.794 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, sendo que 15.887 destes estão ativos, ou seja, em tratamento ou recuperação. Um total de 8.159 gaúchos perderam a vida para a Covid-19.
Do total de casos confirmados no Estado, 29.189 pessoas necessitaram de hospitalização (7%). Ou seja, a cada 100 pessoas contaminadas, sete precisam ser internadas no Rio Grande do Sul.
Comentários CORRIGIR TEXTO