Porto Alegre, sexta-feira, 11 de dezembro de 2020.
Dia do Arquiteto. Dia do Engenheiro.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 11 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 13h32min, 11/12/2020. Atualizada em 13h36min, 11/12/2020.

Hospital privado de Porto Alegre retoma atendimentos de emergência

Hospital comunicou na terça-feira que restringiria por 72 horas os atendimento na emergência

Hospital comunicou na terça-feira que restringiria por 72 horas os atendimento na emergência


HOSPITAL DININA PROVIDÊNCIA/DIVULGAÇÃO/JC
Depois de ficar três dias sem receber casos de urgência adulta e obstétrica em Porto Alegre, o Hospital Divina Providência, que atende convênios e particulares, retomou os atendimentos nesta sexta-feira (11), que haviam sido suspensos na terça-feira (8).
Depois de ficar três dias sem receber casos de urgência adulta e obstétrica em Porto Alegre, o Hospital Divina Providência, que atende convênios e particulares, retomou os atendimentos nesta sexta-feira (11), que haviam sido suspensos na terça-feira (8).
Outros hospitais, porém, mantêm restrições devido ao aumento de casos de Covid-19 e de outras doenças. São eles Moinhos de Vento, Mãe de Deus, Ernesto Dornelles e Instituto Cardiologia. Os hospitais de Clínicas e Conceição restringem procedimentos, pois são os dois principais para o fluxo da pandemia. 
Nessa quinta-feira (10), UTIs adultas de cinco hospitais chegaram a ter 100% de lotação. Nesta sexta-feira, apenas o Moinhos aparece com esta condição no painel das UTIs, do site da Secretaria da Saúde. 
Em nota, o Divina, que fica na Zona Sul, na região da avenida Oscar Pereira, informou que "os serviços de Emergência Adulto e Obstétrica voltaram a atender pacientes normalmente nesta sexta-feira".
Na reativação, após 72 horas, que foi o prazo anunciado na terça-feira (8), a instituição reforça que mantém as medidas de prevenção ao novo coronavírus.
"O indispensável é garantir a segurança de todos os profissionais e clientes do hospi9tal", diz, no comunicado, o médico Willian Victor Lissa Dalpra, que é diretor técnico do estabelecimento.
Devido à pressão por leitos principalmente pela escalada da transmissão da pandemia, a prefeitura vai abrir quase 30 novas vagas para os casos de Covid-19.
Nesta sexta, são 297 infectados nas UTIs, um a mais que essa quinta-feira. A semana confirma o agravamento da pandemia.
O número total de leitos passou a 815, ante 805 do dia anterior e já refletindo a ampliação de vagas. Por isso, a ocupação do sistema está em 89%, levemente abaixo dos quase 92% dessa quinta.  
Comentários CORRIGIR TEXTO