Porto Alegre, terça-feira, 08 de dezembro de 2020.
Dia da Família.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 08 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 19h46min, 25/11/2020. Atualizada em 16h40min, 08/12/2020.

Mais um hospital de Porto Alegre restringe atendimento após alta da Covid-19

Mãe de Deus prioriza casos de risco de morte e pacientes como os de oncologia e hemodiálise

Mãe de Deus prioriza casos de risco de morte e pacientes como os de oncologia e hemodiálise


LUIZA PRADO/JC
Mais um grande hospital de Porto Alegre comunicou a restrição de atendimentos devido ao aumento de casos de Covid-19. O Hospital Mãe de Deus (HMD), que atende pacientes privados e convênios, emitiu nota, em seu site, informando que a medida atinge emergência e área exclusiva para pacientes com sintomas gripais.
Mais um grande hospital de Porto Alegre comunicou a restrição de atendimentos devido ao aumento de casos de Covid-19. O Hospital Mãe de Deus (HMD), que atende pacientes privados e convênios, emitiu nota, em seu site, informando que a medida atinge emergência e área exclusiva para pacientes com sintomas gripais.
Os indicadores apresentam piora na Capital e também no Estado. Rio Grande do Sul registrou mais 4.654 casos de Covid-19 e 66 novas mortes nesta quarta-feira. Internações em UTIs disparam.
A restrição está em vigor desde às 15h desta quarta-feira (25). "A iniciativa é necessária para que se mantenha a qualidade e segurança a todos os pacientes, devido o aumento do número de internados, independentemente da causa", justifica a instituição.
No começo da semana, o Hospital Moinhos de Vento anunciou a manutenção da restrição a pacientes com suspeita de Covid-19, com sintomas leves e quadros de menor gravidade. A medida, que era por 72 horas, ainda se mantém no começo de dezembro.
No Mãe de Deus, a restrição vai até o dia 30, próxima segunda-feira. O HMD diz que reavaliará a situação "com base no quadro de internação do hospital e de outros dados que possam impactar a segurança no atendimento".  
Continuam a receber assistência pacientes com alta hospitalar em um intervalo de sete dias, casos oncológicos em tratamento do Centro Integrado de Oncologia do HMD, doentes que fazem hemodiálise, pessoas com risco de morte.
Nesta quarta, a prefeitura informou o aumento de leitos de UTI para doentes com novo coronavírus e suspeitos no Hospitais de Clínicas e no Vila Nova.
O município também considera restringir horários de atividades para conter o avanço da doença.
Diante dessa ameaça, o setor empresarial divulgou nota apelando para que a população siga os protocolos de proteção, como uso da máscara e de álcool em gel e lavar as mãos. O temor é de ver o comércio e outros serviços operarem menos tempo às vésperas do Natal e Ano-Novo
Comentários CORRIGIR TEXTO