Porto Alegre, sexta-feira, 16 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 16 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

saúde

- Publicada em 17h57min, 05/10/2020. Atualizada em 17h57min, 05/10/2020.

Com mais 44 óbitos, Rio Grande do Sul se aproxima de 5 mil vítimas fatais da Covid-19

Estado registrou mais 837 casos positivos da doença nas últimas 24 horas

Estado registrou mais 837 casos positivos da doença nas últimas 24 horas


MARCO QUINTANA/ARQUIVO/JC
Mais 44 mortes relacionadas ao coronavírus foram confirmadas no Rio Grande do Sul nesta segunda-feira (5). Foram óbitos ocorridos desde o dia 13 de setembro, de vítimas que tinham entre 35 e 93 anos. Com a atualização, o total de vítimas fatais pelo vírus no Estado se aproxima de 5 mil, chegando a 4.952.
Mais 44 mortes relacionadas ao coronavírus foram confirmadas no Rio Grande do Sul nesta segunda-feira (5). Foram óbitos ocorridos desde o dia 13 de setembro, de vítimas que tinham entre 35 e 93 anos. Com a atualização, o total de vítimas fatais pelo vírus no Estado se aproxima de 5 mil, chegando a 4.952.
Em Porto Alegre, cidade que mantém o maior número de óbitos no RS, foram mais 22 mortes confirmadas pela prefeitura, nove delas registradas no fim de semana. São 1.066 vítimas ao todo na Capital.
O balanço diário da Secretaria Estadual de Saúde (SES) contabilizou, ainda, mais 837 registros positivos da Covid-19. São 203.497 gaúchos infectados pelo vírus desde o início da pandemia. 
Desses, 189.615 já se recuperaram da doença. Os curados representam 93% dos casos. A taxa de ocupação de leitos de UTI voltou a cair e está em 72,3%. A capacidade ganhou novo reforço e o Rio Grande do Sul teve habilitados mais 78 leitos para atendimento de pacientes com o coronavírus.
Nesta segunda, o governo do Estado divulgou o mapa definitivo da 22ª rodada do distanciamento controlado, com somente uma região classificada em bandeira vermelha
Comentários CORRIGIR TEXTO