Porto Alegre, terça-feira, 21 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 21 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

saúde

- Publicada em 17h26min, 21/07/2020. Atualizada em 21h00min, 21/07/2020.

Com mais 64 mortes, Rio Grande do Sul tem 1.350 vítimas fatais de Covid-19

Estado registrou 2.438 novos da doença nas últimas 24 horas

Estado registrou 2.438 novos da doença nas últimas 24 horas


Maria Ana Krack/pmpa/jc
O Rio Grande do Sul registrou nesta terça-feira (21) 64 novos óbitos pelo novo coronavírus. O número divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde refere-se a atualizações registradas desde o dia 13 de julho. Assim, o total de mortes pela Covid-19 chega a 1.350. As vítimas tinham entre 38 e 97 anos.
O Rio Grande do Sul registrou nesta terça-feira (21) 64 novos óbitos pelo novo coronavírus. O número divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde refere-se a atualizações registradas desde o dia 13 de julho. Assim, o total de mortes pela Covid-19 chega a 1.350. As vítimas tinham entre 38 e 97 anos.
O Estado registrou 2.438 novos da doença nas últimas 24 horas. O total de casos confirmados se aproxima de 50 mil, somando 49.840 e com registros em 450 municípios gaúchos.
Já são 42.798 pacientes recuperados no Estado. O número representa 86% dos casos.
Mais de 100 respiradores serão enviados ao Rio Grande do Sul para ajudar no enfrentamento à pandemia. O anúncio foi feito nesta terça-feira, durante reunião do ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, com o governador Eduardo Leite no Palácio Piratini.
O Estado passa por aumento expressivo no número de mortes pelo vírus e um agravamento da situação nos hospitais. Em Porto Alegre, cidade que concentra o maior número de mortes pela Covid, a UTI adulta do Hospital Moinhos de Vento atingiu nesta terça 100% de ocupação. Outros locais, como o Hospital de Clínicas e a Santa Casa de Misericórdia, restringiram atendimentos devido à alta ocupação. A Capital registrava 237 óbitos e 6.728 casos confirmados segundo o boletim mais recente da Secretaria Municipal de Saúde.
Comentários CORRIGIR TEXTO