Porto Alegre, domingo, 28 de junho de 2020.
Dia do Ministério Público Estadual.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 28 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

SAÚDE

Alterada em 28/06 às 16h06min

Entidades alertam para falta de medicamentos dos kits de entubação para pacientes Covid

Demanda pelos medicamentos utilizados nas UTIs equivale ao aplicado em todo o ano de 2019

Demanda pelos medicamentos utilizados nas UTIs equivale ao aplicado em todo o ano de 2019


HOSPITAL TACCHINI/DIVULGAÇÃO/CIDADES
A Federação das Associações e Municípios do Rio Grade do Sul (Famurs) e a Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Estado (Federação RS) alertam para a escassez de medicamentos utilizados para a entubação dos pacientes com Covid-19 no Rio Grande do Sul. Em nota conjunta, divulgada no sábado (27), as entidades justificam o fato pelo aumento dos preços praticados no mercado e dificuldades de aquisição de kits de entubação, por conta do aumento da demanda.
A Federação das Associações e Municípios do Rio Grade do Sul (Famurs) e a Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Estado (Federação RS) alertam para a escassez de medicamentos utilizados para a entubação dos pacientes com Covid-19 no Rio Grande do Sul. Em nota conjunta, divulgada no sábado (27), as entidades justificam o fato pelo aumento dos preços praticados no mercado e dificuldades de aquisição de kits de entubação, por conta do aumento da demanda.
Segundo informam, já faltam medicamentos em dezenas de hospitais gaúchos, o que prejudica os tratamentos e afeta a saúde dos pacientes, uma vez que o kit de entubação é essencial para os tratamentos aplicados nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs).
Por meio da nota, as entidades ressaltam que a demanda pelos medicamentos que compõem o kit utilizado nas UTIs já equivale, nos últimos três meses, à totalidade do que foi aplicado em todo o ano de 2019. "Ocorre que o acesso a tais medicamentos no mercado farmacêutico tem sido inviabilizado por duas causas principais, a primeira, a alta demanda, e, a segunda, os preços elevados. É evidente que a gravidade deste problema está acentuada em razão da pandemia do novo coronavírus", diz o texto.
Famurs e Federação RS enfatizam ainda que a condição de pandemia global torna injustificável o aumento dos preços, o que não poderia ocorrer "num panorama de grave crise sanitária e humanitária". "O momento exige sensibilidade social e econômica de todos os agentes que compõe o setor da saúde", reforçam.
Ao finalizar o alerta, as entidades buscam sensibilizar a sociedade gaúcha e brasileira em relação`à demanda.
Comentários