Porto Alegre, sexta-feira, 26 de junho de 2020.
Dia Internacional de Combate às Drogas.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 26 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Saúde

22/06/2020 - 19h30min. Alterada em 26/06 às 14h19min

UTIs de Porto Alegre ultrapassam 100 doentes com Covid-19; RS supera 22 mil registros da doença

HCPA abriu mais 10 vagas desde sábado em seu novo anexo e chegará 66 leitos até o fim do mês

HCPA abriu mais 10 vagas desde sábado em seu novo anexo e chegará 66 leitos até o fim do mês


CLÓVIS DE SOUZA PRATES/HCPA/DIVULGAÇÃO/JC
Gabriela Porto Alegre e Patrícia Comunello
Fator que levou Porto Alegre à bandeira vermelha do distanciamento controlado esta semana, o crescente nível de internação em UTIs em hospitais fez as unidades chegarem a 102 doentes com Covid-19 nesta segunda-feira (22), maior nível até agora na pandemia e o dobro em relação ao começo do mês. 
Fator que levou Porto Alegre à bandeira vermelha do distanciamento controlado esta semana, o crescente nível de internação em UTIs em hospitais fez as unidades chegarem a 102 doentes com Covid-19 nesta segunda-feira (22), maior nível até agora na pandemia e o dobro em relação ao começo do mês. 
O Hospital de Clínicas (HCPA) concentra mais casos, com 43 doentes e mais cinco suspeitos, com lotação de 82% nos leitos Covid-19. Além do total de casos confirmados em todas as instituições hospitalares, há mais 31 suspeitos de ter o vírus, entre 26 adultos e cinco crianças, segundo o painel municipal de monitoramento das unidades. Os hospitais Vila Nova, Restinga e Independência permaneciam com 100% de capacidade ocupada, enquanto Divina Providência e Nossa Senhora da Conceição registravam 90% e 92% de ocupação, respectivamente.
Comparado a sexta-feira passada, são 12 internações a mais do novo coronavírus nos leitos de terapia intensiva, alta de 13%. Frente há uma semana, a alta é de mais de 30%. O prefeito Nelson Marchezan Júnior já projetou que, continuado este ritmo de internações, a cidade deve ter colapso da estrutura de UTIs Covid-19 em meados de julho.  
Hoje a rede de saúde hospitalar SUS tem 175 leitos dedicados aos cuidados de pacientes e com ventiladores mecânicos, que são item essencial. Foram leitos contratados, entre novos e existentes acrescidos à rede desde março. O total de leitos de UTIs é de 647, que inclui privados. 
O HCPA abriu mais 10 vagas desde sábado em seu novo anexo, somando 56 agora e deve chegar a 66 até o fim de semana. A meta é operar com 108 vagas exclusivas para a pandemia. O Hospital Conceição anunciou a abertura de mais 16 leitos para o segmento. Clínicas e Conceição são os dois hospitais de referência para casos críticos, que demandam UTI. O Complexo Santa casa vai ofertar mais 10 vagas.      
O Rio Grande do Sul ultrapassou nesta segunda 22 mil casos do novo coronavírus e chegou a 459 mortes, até o começo da noite desta segunda. Quase 16 mil pessoas já se recuperaram da doença.
A Capital também teve mais duas mortes, alcançando 68 registros desde fim de março. Os óbitos foram de uma mulher com 84 anos e de um homem com 79 anos. Já o Rio Grande do Sul notificou 25 mortes causadas pela Covid-19 em um dia. O município com mais perdas foi Campo Bom, com três pessoas que não resistiram às complicações da doença, segundo a Secretaria Estadual da Saúde. Campo Bom teve o primeiro caso confirmado de Covid-19 em 10 de março no Estado. 
O Brasil registrou 654 novas mortes nas últimas 24 horas, segundo balanço atualizado divulgado pelo Ministério da Saúde. Com isso, o número total de óbitos pela doença chegou a 51.271. Em um dia, 21.432 registros da doença foram feitos no País, elevando o número total de casos confirmados do novo coronavírus para 1.106.470. O Brasil é o segundo no mundo em registros, atrás apenas dos Estados Unidos, que ultrapassou 2 milhões de notificações. 
São Paulo tem o maior número de casos, 221.973, e 12.634 mortes, seguido pelo Rio de Janeiro, com 97.572 casos e 8.933 óbitos; e o Ceará, com 94.158 confirmações e 5.604 mortes.
Comentários