Porto Alegre, domingo, 05 de abril de 2020.
Dia dos Fabricantes de Materiais de Construção.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, domingo, 05 de abril de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

SAÚDE

04/04/2020 - 18h08min. Alterada em 05/04 às 13h40min

Médicos darão tele-orientação gratuita a pacientes com suspeita de coronavírus no RS

O pneumologista Carlos Eurico Pereira é o coordenador da iniciativa

O pneumologista Carlos Eurico Pereira é o coordenador da iniciativa


Arquivo Pessoal/Divulgação/JC
Mauro Belo Schneider
O médico Carlos Eurico Pereira, pneumologista da Clínica Respirare, em Santa Cruz do Sul, está coordenando uma iniciativa que promete agilizar o diagnóstico de coronavírus e diminuir as filas dos hospitais no Rio Grande do Sul. Junto a outros voluntários, ele faz parte da criação de uma nova ferramenta do aplicativo Tummi.
O médico Carlos Eurico Pereira, pneumologista da Clínica Respirare, em Santa Cruz do Sul, está coordenando uma iniciativa que promete agilizar o diagnóstico de coronavírus e diminuir as filas dos hospitais no Rio Grande do Sul. Junto a outros voluntários, ele faz parte da criação de uma nova ferramenta do aplicativo Tummi.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
“Muitas pessoas, por não terem acesso a informações corretas ou orientação profissional, ainda mais numa situação de medo, correm para as emergências para buscarem atendimento, até mesmo por insegurança”, considera ele. “O objetivo da nossa solução é trazer tranquilidade através do acesso à avaliação e dar a orientação adequada, mantendo as pessoas em casa e longe do risco de se infectarem ao procurar indevidamente emergências e hospitais”, completa.
Baseados na experiência com as pessoas com câncer que usam o Tummi, em que a procura a emergência pode ser reduzida em até 70%, a equipe espera somar esforços às entidades e governos na luta contra a pandemia. “A pessoa com risco de estar apresentando sintomas pela Covid-19 tem, além de uma orientação automatizada, a opção de clicar em um botão e se conectar com um médico voluntário por vídeo-chamada (telemedicina) para orientação e triagem quanto ao risco de casos graves e de complicações”, detalha.
A novidade é indicada para quem estiver com tosse, febre, falta de ar e outros desconfortos. O primeiro passo, nesse caso, será responder a um questionário elaborado por pneumologistas. Se o aplicativo classificar como provável diagnóstico de Covid-19, o paciente será encaminhado para a tele-orientação de forma gratuita.
A equipe espera que a novidade esteja liberada para download em uma semana. É possível acompanhar as atualizações em tummi.org. O Tummi é uma startup criada em 2017, em Porto Alegre, inicialmente como um app para ajudar as pessoas que estão enfrentando a luta contra o câncer através da inteligência artificial.

Como funciona

Médicos voluntários, que estão sendo cadastrados, atenderão em escala de plantão, de onde estiverem, tanto na versão web quando no app. Quando o médico aceita o atendimento com um clique, recebe as respostas que a pessoa deu no chatbot, sendo iniciado o atendimento por vídeo. Os médicos farão um diagnóstico clínico baseado na história dos pacientes.
Não serão feitos testes de confirmação de laboratório do Coronavírus pela plataforma. Os médicos farão a orientação e os devidos encaminhamentos para aquelas pessoas que precisem de atendimento presencial e realização de exame físico, de acordo com fluxos padronizados de atendimentos a pessoas com sintomas suspeitos de infecção pelo Coronavirus. Ao final do atendimento o profissional fará um registro das recomendações dadas para a pessoa, sendo todo o atendimento gravado e salvo em nuvem.