Porto Alegre, sábado, 17 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 17 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Varejo

- Publicada em 14h27min, 19/03/2020. Atualizada em 14h41min, 19/03/2020.

Caxias do Sul proíbe abertura de lojas em shopping centers

A medida está em decreto da prefeitura para combate a pandemia de coronavírus

A medida está em decreto da prefeitura para combate a pandemia de coronavírus


RODRIGO ROSSI/FOLHA DE CAXIAS/DIVULGAÇÃO/JC
As lojas dos shopping centers de Caxias do Sul estão proibidas de abrir. A medida está em decreto da prefeitura para combate a pandemia de coronavírus.
As lojas dos shopping centers de Caxias do Sul estão proibidas de abrir. A medida está em decreto da prefeitura para combate a pandemia de coronavírus.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
Somente têm autorização para abertura as praças de alimentação, farmácias e os supermercados. Restaurantes, bares, padarias, lancherias e similares e serviços em geral deverão reduzir em 50% o público, com distância entre as mesas de dois metros lineares, e fazer a limpeza, a cada três horas, de mesas, balcões e artefatos usados, além de manter álcool e sabão para os clientes nos banheiros.
As mesmas orientações são extensivas ao comércio de rua, que somente poderá operar com 50% da lotação do espaço disponível.
A frequência aos velórios será reduzida a 30% da capacidade da capela. Já eventos em casas noturnas, boates, clubes, CTGs, salões comunitários, restaurantes noturnos, salões de baile e de jogos, parques de diversão, festas e recreação, sedes esportivas, academias e quadras poliesportivas, teatros, museus, cinemas e bibliotecas não terão autorização para funcionar. Os eventos em áreas públicas e privadas estão com alvarás suspensos.
As medidas foram anunciadas nessa quarta-feira (18) pelo prefeito Flavio Cassina. "Quem descumprir a determinação pagará multa. O decreto é por tempo indeterminado", advertiu o secretário de Urbanismo, João Uez, responsável pela fiscalização e cumprimento das medidas.
Flavio Cassina anunciou atenção especial às pessoas em situação de vulnerabilidade social, destacando a montagem de um abrigo para moradores de rua no Pavilhão 2 da Festa da Uva, em parceria com o Exército. Haverá fornecimento diário de marmitas para 800 pessoas atendidas no Restaurante Popular.
Outras medidas incluem a destinação de cestas básicas para alunos das escolas municipais. O vice-prefeito Edio Elói Frizzo reconheceu que são medidas duras, mas que precisam ser adotadas para combater a doença. Ele reforçou que as crianças que dependem da merenda escolar para se alimentar continuarão sendo atendidas. "Estes decretos podem sofrer alterações, pois estamos acompanhando as implicações dos casos e também a aprovação, pelo Congresso Nacional, do estado de calamidade", finalizou.
Comentários CORRIGIR TEXTO