Porto Alegre, sábado, 17 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 17 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

educação

- Publicada em 12h15min, 16/03/2020. Atualizada em 11h55min, 17/03/2020.

Escolas estaduais suspendem aulas no Rio Grande do Sul a partir de quinta-feira

Leite fez transmissão ao vivo para informar novas medidas em relação ao coronavírus

Leite fez transmissão ao vivo para informar novas medidas em relação ao coronavírus


ITAMAR AGUIAR/PALÁCIO PIRATINI/JC
O governador Eduardo Leite anunciou, em pronunciamento em suas redes sociais nesta segunda-feira (16), que as aulas da rede pública estadual serão suspensas a partir de quinta-feira (19) no Rio Grande do Sul. A medida ocorre como forma de prevenção ao coronavírus no Estado, onde já são onze casos da doença confirmados. Leite ainda recomendou que a ação seja seguida pela rede privada.
O governador Eduardo Leite anunciou, em pronunciamento em suas redes sociais nesta segunda-feira (16), que as aulas da rede pública estadual serão suspensas a partir de quinta-feira (19) no Rio Grande do Sul. A medida ocorre como forma de prevenção ao coronavírus no Estado, onde já são onze casos da doença confirmados. Leite ainda recomendou que a ação seja seguida pela rede privada.
Outra ação anunciada diz respeito aos servidores públicos. A determinação para que pessoas com sintomas ou que tenham retornado de viagem sejam encaminhados para teletrabalho foi estendida para os servidores com mais de 60 anos e das servidoras grávidas. Além disso, trabalhadores da saúde e segurança pública e administração penitenciárias que estavam em férias serão reconvocados.   
Também foram suspensos os recadastramentos de servidores aposentados e pensionistas para a chamada prova de vida. O prazo está adiado pelo prazo de 120 dias. 
Leite ainda afirmou que vai encaminhar à Assembleia Legislativa um projeto de lei de contrações emergenciais para a área da Saúde. O objetivo é reforçar a estrutura que dará suporte aos gaúchos nas próximas semanas. 
O governo suspendeu todos os seus atos, como os eventos com mais de 100 pessoas. Futuramente, dependendo do avanço da pandemia, essa medida pode vir a ser uma restrição imposta no Estado. As ações serão publicadas via decreto entre esta segunda e terça-feira (17).
Após anunciar medidas para reduzir o contágio da doença, o governador procurou tranquilizar a população. "Não há motivo para pânico e correria. Mantemos a normalidade, apenas com redução de exposição", afirmou. Leite reforçou a necessidade dos cuidados básicos, como a etiqueta respiratória, e pediu a colaboração de todos.
Leite falou ao lado do vice-governador, Ranolfo Vieira Júnior, e demais nomes do governo, como o chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, e dos secretários da Saúde e da Educação, Arita Bergmann e Faisal Karam, entre outros.
Comentários CORRIGIR TEXTO