Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Saúde

15/03/2020 - 19h22min. Alterada em 15/03 às 20h38min

Coronavírus: Saúde atualiza dados novamente e casos confirmados chegam a 200

Dado anterior deste domingo era de 176 casos confirmados

Dado anterior deste domingo era de 176 casos confirmados


ARTE/FOTO GOVERNO CHINÊS/DIVULGAÇÃO/JC
Atualizado às 20h40min.
Atualizado às 20h40min.
O Ministério da Saúde fez uma terceira atualização neste domingo, 15, de sua plataforma de notificação de casos de coronavírus e informa que há no País 200 pacientes confirmados para a doença. O primeiro dado de hoje era de 176 casos confirmados, que passaram depois para 191. Com a última atualização, de ontem para hoje, houve um aumento de 79 novos casos confirmados. Ontem, eram 121.
De acordo com a plataforma, há no País 1.913 pessoas suspeitas de terem a doença e 1.486 casos foram descartados.
O Estado de São Paulo segue com o maior número de infectados, agora com 136 pacientes. Depois, vem o Rio de Janeiro, que segue 24 casos confirmados.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
O Ministério da Saúde informou nesta semana que locais com transmissão comunitária da doença, como São Paulo e Rio, devem reduzir a "busca ativa" por casos de novo coronavírus, ou seja, irão priorizar testes para a doença em pacientes graves. A medida marca a entrada destes locais na fase de "mitigação da doença", quando a prioridade é salvar vidas em vez de segurar a entrada da doença no País, pois o vírus já circula ativamente, diz o ministério. O governo reconhece que os dados de casos confirmados devem ficar defasados nesta etapa, mas afirma que a medida é mais racional.