Porto Alegre, sábado, 14 de março de 2020.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

saúde

14/03/2020 - 11h05min. Alterada em 14/03 às 11h31min

Hospital de Clínicas recebe R$ 57 milhões para combater coronavírus

R$ 47 milhões correspondem ao valor de aquisição de equipamentos para 105 novos leitos

R$ 47 milhões correspondem ao valor de aquisição de equipamentos para 105 novos leitos


LUIZA PRADO/JC
O Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), referência no tratamento da doença no Rio Grande do Sul, receberá R$ 57 milhões para implantar ações de enfrentamento ao coronavírus. A verba, destinada ao hospital pelo Ministério da Educação (MEC), faz parte do crédito extraordinário de R$ 5,1 bilhões para os Ministérios da Educação e da Saúde, previstos pela Medida Provisória 924.
O Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), referência no tratamento da doença no Rio Grande do Sul, receberá R$ 57 milhões para implantar ações de enfrentamento ao coronavírus. A verba, destinada ao hospital pelo Ministério da Educação (MEC), faz parte do crédito extraordinário de R$ 5,1 bilhões para os Ministérios da Educação e da Saúde, previstos pela Medida Provisória 924.
Em nota, a direção do HCPA informou que, desses R$ 57 milhões, R$ 47 milhões correspondem ao valor de aquisição de equipamentos para 105 novos leitos de Terapia Intensiva no Bloco B do hospital, um dos prédios concluídos em 2019 que ainda não foram equipados, e R$ 10 milhões serão destinados a despesas de custeio.
"As equipes técnicas e administrativas do Clínicas já estão atuando para agilizar a utilização dos recursos e estruturar as instalações", afirma o texto divulgado neste sábado (14) pelo hospital. Desde janeiro, o Clínicas conta com um grupo de profissionais que vêm atuando nas ações de enfrentamento à doença.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
Em fevereiro, a diretora-presidente do Clínicas, Nadine Clausell, aproveitou a visita do secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, às estruturas dos novos anexos do hospital para repassar um documento apontando quais equipamentos seriam necessários para que dois andares da nova CTI começassem a funcionar.