Porto Alegre, segunda-feira, 15 de julho de 2019.
Dia Nacional dos Clubes.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Cooperativismo 2019

COMENTAR | CORRIGIR

TRABALHO

Notícia da edição impressa de 12/07/2019. Alterada em 12/07 às 03h00min

Transformando vidas com geração de trabalho e renda

Cootravipa atua há 35 anos no mercado, com um quadro associativo de mais de 2 mil profissionais

Cootravipa atua há 35 anos no mercado, com um quadro associativo de mais de 2 mil profissionais


EDUARDO ROCHA/DIVULGAÇÃO/JC
Anelise Cáceres
Considerado pela ONU "um modelo de negócios que constrói um mundo melhor", o cooperativismo é uma opção de crescimento econômico que caminha junto com o desenvolvimento social, pautado por valores humanos como solidariedade, responsabilidade, democracia e igualdade. "É muito gratificante promover a autoestima e devolver a dignidade para as pessoas através do trabalho. Em um país com tamanho desemprego fomentar o empreendedorismo e promover a ressocialização são valores que possuem um papel transformador na vida das pessoas", afirma a presidente da Federação das Cooperativas de Trabalho do Rio Grande do Sul, Margaret Cunha.
Segundo ela, o modelo cooperativista de negócios difere das sociedades mais convencionais com objetivo econômico-financeiro, pois o cooperativismo é um modelo econômico-social que gera e distribui riqueza de forma proporcional ao trabalho de cada associado. "É baseado em uma sociedade de pessoas com interesses comuns, economicamente organizada, de forma democrática, que presta serviços sem fins lucrativos. Costumo dizer, inclusive, que o ramo trabalho é o único que contempla os dois DNA's do cooperativismo: econômico e social."
Também presidente nacional do Ramo Trabalho da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Margaret destaca ações e projetos para o ano. "Conscientizar as cooperativas a se adequarem às regras, por meio do projeto nacional de Sustentabilidade, e fortalecer a nossa Federação são as principais metas para 2019", garante.
Sobre o Programa Sustentabilidade, iniciado em 2018, ela explica que surgiu em resposta aos desafios enfrentados pelas cooperativas deste ramo, no que diz respeito à imagem perante a sociedade, aos órgãos de fiscalização (Ministério do Trabalho), Poder Judiciário e tomadores de serviços. "Precisamos estar em conformidade com a Lei 12.690/2012, que regulamenta as cooperativas. É um programa de gestão que contempla desde a constituição de uma cooperativa, processos técnicos e jurídicos, passando monitoramento e fiscalização, e, por último, de gestão propriamente", disse ela, revelando que o projeto deve ser concluído até agosto em todo País.
A  Cooperativa de Trabalho, Produção e Comercialização dos Trabalhadores Autônomos das Vilas de Porto Alegre (Cootravipa) atua há 35 anos no mercado, com um quadro associativo de mais de 2.000 profissionais. Atende a prefeituras municipais, hospitais, universidades, restaurantes, hotéis, condomínios residenciais e comerciais. Atualmente é responsável pela limpeza urbana, limpeza de praças, capina de vias, coleta seletiva e operação das casas de bombas do município de Porto Alegre além de contratos firmados junto a iniciativa privada. 
"Temos como compromisso oportunizar trabalho as pessoas menos favorecidas e por isso discriminadas pela sociedade, como apenados, portadores de HIV, pessoas em condição de rua, idosos, mães com muitos filhos, entre outros investindo no desenvolvimento humano através de projetos sociais e capacitação continuada daqueles que veem na cooperativa muitas vezes a única oportunidade de desenvolvimento socioeconômico e de sustento digno a suas famílias", explica a presidente da Cootravipa, Imanjara Marques de Paula. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia