Porto Alegre, quarta-feira, 12 de setembro de 2018.

Jornal do Comércio

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Notícia da edição impressa de 12/09/2018. Alterada em 12/09 às 14h48min

Banco acompanha a rapidez da transformação digital

BanriSaque Digital permite ao cliente sacar dinheiro nos terminais sem uso de cartão físico

BanriSaque Digital permite ao cliente sacar dinheiro nos terminais sem uso de cartão físico


/BANRISUL/DIVULGAÇÃO/JC
"Quem não estiver preparado para as mudanças tecnológicas vai ficar sucateado", afirma sem medo de exagerar o diretor de Tecnologia da Informação do Banrisul, Jorge Krug. E é justamente para acompanhar a rapidez das transformações no mundo digital que o banco investe alto em Tecnologia da Informação (TI). Além da modernização tecnológica, há uma preocupação constante em aprimorar os mecanismos e processos para garantir a privacidade e a segurança de dados dos cerca de 4 milhões de clientes ativos. "O banco não poderia estar fora do cenário de transformação digital", pondera Krug, ao afirmar que o Banrisul se preparou de uma forma muito estruturada para esta jornada. Os canais digitais já representam quase a metade do total das operações realizadas, mostrando a alteração do perfil do cliente, que aumentou o uso de dispositivos móveis e quer cada vez mais comodidade - sem abrir mão da segurança.
Há, no entanto, uma parcela de usuários que não abre mão de ir até a agência física para conversar com o gerente e o banco também não pretende deixar de receber esses clientes. "Estamos em uma fase de transição da sociedade e temos de ter o banco pronto para os dois perfis de clientes", observa o diretor de TI. Ele lembra que o BanriSaque Digital já uniu os mundos físico e virtual. O sistema permite aos correntistas realizar saques e autorizar terceiros a sacar nos Caixas Eletrônicos Banrisul (ATMs Banrisul) sem a utilização de cartão físico. O saque é autorizado através do aplicativo Banrisul Digital para dispositivos móveis, gerando um código de autorização, para a realização do saque.
O diretor de TI considera que o próximo grande passo de modernização das instituições financeiras será uma evolução do banco digital e terá o uso de inteligência artificial como protagonista. Por isto, as estruturas e as equipes precisam estar preparadas. "O cliente do futuro quer um banco rápido e também pronto para fazer negócios rapidamente", observa. Para dar suporte a essas transformações, o Banrisul conta com uma base tecnológica de primeiro mundo com duas máquinas mainframe de última geração e prepara a construção de outro data center no bairro Teresópolis. No centro das operações, uma equipe de cerca de mil pessoas se empenha no desenvolvimento de novos serviços e na implantação de melhorias.
O Banrisul também fomenta o debate externo em torno das novas tecnologias. Desde 2008, promove um fórum internacional de TI e na edição realizada neste ano o tema foi "A era da inovação disruptiva". O evento contou com aproximadamente 3 mil participantes e palestras de especialistas do Brasil e do exterior.

Nova unidade para um novo banco

A área de Tecnologia da Informação (TI) do Banrisul ganhou uma quinta unidade em fevereiro deste ano, a de Transformação Digital, responsável por pensar o novo banco, com o olhar voltado para além dos modelos tradicionais e conhecidos de atendimento e prestação de serviços.

O diretor de TI do Banrisul, Jorge Krug, explica que a ideia é adotar um modelo de desenvolvimento de sistemas diferente, provocando uma mudança na cultura da TI e do próprio banco. "Estamos muito atentos às novas tecnologias e à preparação do suporte tecnológico e das pessoas para este novo cenário." As outras unidades já existentes são voltadas à governança, desenvolvimento, tecnologia e segurança.

O objetivo é dotar o banco de uma governança orquestrada entre a transformação digital e os objetivos estratégicos da instituição. A meta é promover a cultura das entregas rápidas, com foco em soluções que melhor atendam às experiências dos clientes. Tudo isto a partir do estímulo do trabalho com equipes multidisciplinares. Como resultado, já houve o desenvolvimento de soluções para abertura de conta e de serviço relacionado à negociação e dívidas em atraso no aplicativo Banrisul Digital.

Os números comprovam que as entregas precisam ser cada vez mais rápidas porque, além de ter um peso expressivo na movimentação bancária, a adesão ao uso dos canais digitais não para de crescer. O aplicativo Banrisul Digital teve uma expansão de 34,5% no primeiro semestre em comparação aos seis primeiros meses do ano passado e registrou 92,3 milhões de acessos pelos canais de Internet Banking (Home e Office Banking) e Mobile Banking (Minha Conta, Afinidade e Office). A quantidade de transações financeiras e o volume transacionado por esses canais também continuam aumentando: 23,8% nas operações e 13,5% no volume.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia