Porto Alegre, terça-feira, 26 de abril de 2022.
Dia de Prevenção e Combate à Hipertensão.
Porto Alegre,
terça-feira, 26 de abril de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

EVENTOS

- Publicada em 26/04/2022 às 17h07min.

South Summit Brasil é aguardado com expectativa pelos setores de turismo e serviços da Capital

Serão três dias de programação no Cais do Porto, com expectativa de receber cerca de 15 mil pessoas

Serão três dias de programação no Cais do Porto, com expectativa de receber cerca de 15 mil pessoas


ANDRESSA PUFAL/JC
Fernanda Crancio
Primeiro grande evento internacional que Porto Alegre sediará desde a Copa do Mundo de 2014 e o arrefecimento da pandemia, o South Summit Brasil é esperado com ansiedade não apenas pelo público das áreas empresarial, de inovação e tecnologia, mas também para os representantes dos setores de turismo, gastronomia e hospedagem da Capital. Com expectativa de receber cerca de 15 mil participantes no Cais Mauá, o encontro, entre os dias 4 e 6 de maio, ocorrerá pela primeira vez fora de Madri, na Espanha, e terá a capital dos gaúchos como palco pelos próximos dois anos, até 2024.
Primeiro grande evento internacional que Porto Alegre sediará desde a Copa do Mundo de 2014 e o arrefecimento da pandemia, o South Summit Brasil é esperado com ansiedade não apenas pelo público das áreas empresarial, de inovação e tecnologia, mas também para os representantes dos setores de turismo, gastronomia e hospedagem da Capital. Com expectativa de receber cerca de 15 mil participantes no Cais Mauá, o encontro, entre os dias 4 e 6 de maio, ocorrerá pela primeira vez fora de Madri, na Espanha, e terá a capital dos gaúchos como palco pelos próximos dois anos, até 2024.
Reconhecido mundialmente como ambiente de inovação e conexões entre startups, empresas e fundos de investimento globais, o South Summit vinha sendo realizado desde 2012 na capital do país ibérico, e já chegou a movimentar cerca de US$ 8,8 bilhões em investimentos. Sua vinda para o Estado foi garantida no ano passado, em viagem que contou com a participação do então governador Eduardo Leite e do prefeito Sebastião Melo. Segundo os organizadores, cerca de mil startups estão inscritas e mais de 400 palestrantes se revezarão nos três dias do evento.
Para a economia de Porto Alegre, ainda em franca recuperação dos impactos e restrições da crise sanitária, o evento é aguardado como uma "virada de chave", capaz de recolocar a cidade no mapa dos grandes eventos. Representantes de entidades setoriais acreditam que esta primeira edição balizará o sucesso e a ampliação do público participante nos próximos anos. "Por ser uma feira internacional, vai nos divulgar para o mundo e servir de teste para os próximos anos. E com o envolvimento do Estado e da prefeitura, garantindo a segurança, a cidade limpa, o trânsito fluindo, e o engajamento de todos, temos tudo pra fazer bonito durante o evento", comenta o presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região (Sindha), Paulo Geremia.
Segundo ele, o setor de gastronomia, do qual é oriundo, está preparado para bem receber o turista e mostrar a diversidade da culinária de Porto Alegre. Com mais de 1,9 mil restaurantes e similares na Capital e Região Metropolitana, segundo cadastro da entidade atualizado em 23 de março, os estabelecimentos receberam capacitação e orientações do Sindicato para oferecerem cardápios em português, inglês e espanhol, e manterem pelo menos um funcionário que domine o idioma inglês nas praças de atendimento.
"Além disso, os horários de bares, café, lanchonetes e restaurantes serão estendidos durante o evento, para atender bem a demanda entre as tardes e noites. Para isso, folgas de funcionários já vêm sendo adiantadas, para que as equipes trabalhem com capacidade completa nesses dias", comenta Geremia.
Alguns estabelecimentos como o Dionisia Restaurante Vinho Bar, no Moinhos de Vento, já estão preparados para receber os turistas de fora. Com oferta de cardápio em inglês e atendimento especializado, o restaurante tem tradição no atendimento à clientela estrangeira. Além dos atrativos da casa - 64 rótulos de vinho oferecidos em doses, diretos das torneiras, e alta gastronomia -, sua localização, próxima de vários hotéis do bairro, é uma vantagem ao visitante.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2022/04/25/206x137/1_whatsapp_image_2022_04_25_at_18_16_04-9609466.jpeg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'626717df8205e', 'cd_midia':9609466, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2022/04/25/whatsapp_image_2022_04_25_at_18_16_04-9609466.jpeg', 'ds_midia': 'Dionisia Restaurante Vinho Bar, no Moinhos de Vento', 'ds_midia_credi': 'DIONISIA/DIVULGAÇÃO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Dionisia Restaurante Vinho Bar, no Moinhos de Vento', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}Dionisia, no bairro Moinhos de Vento, tem cardápio em inglês e atendimento diferenciado  ao turista estrangeiro. Foto: Dionisia/Divulgação/JC
"Cardápio em inglês e atendimento especializado são fundamentais, ainda mais durante um evento como o South Summit, que coloca Porto Alegre em evidência mundial e, com certeza, trará milhares de turistas para a cidade", comenta a proprietária da casa, Jaqueline Meneghetti.
Presidente da seccional gaúcha da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-RS), Maria Fernanda Tartoni destaca o 'entusiasmo' dos estabelecimentos com a proximidade do evento, e avalia que o êxito desta edição do South Summit será primordial para ajudar a aquecer o turismo da Capital daqui para a frente.
"A gente acredita que com o South Summit vai ter uma bela movimentação na cidade, vindo muita gente de fora para Porto Alegre. A cidade nunca esteve tão preparada para receber o turista. Os bares e restaurantes estão entusiasmados,  e esperamos, de uma vez por todas, que o turismo se torne fonte de renda para a cidade", projeta.

Confirmação do DNA da Capital para eventos de negócios

Apesar da alta expectativa, a hotelaria da Capital ainda está com reservas disponíveis nesses dias que antecedem o evento. De acordo com o presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região (Sindha), Paulo Geremia, a ocupação da rede de hospedagem da cidade, que reúne cerca de 100 hotéis e similares, está com reservas entre 50% e 60% da capacidade. Segundo ele, no entanto, o setor aguarda a chegada dos "turistas de última hora", o que já está sendo confirmado pela demanda dos estabelecimentos desde o final da última semana .
"Do Estado e do Brasil todo deve vir muita gente que ainda não fez reserva. Por enquanto, é o público internacional que já garantiu sua hospedagem. Acreditamos muito no sucesso do evento, que já é um baita ganho para a cidade e o Estado. Estamos todos muito envolvidos e organizados para isso", conclui Geremia.
Segundo o Porto Alegre & Região Metropolitana Convention & Visitors Bureau (POACVB) são esperadas cerca de 15 mil pessoas circulando pelo evento, e 5 mil estrangeiros já têm inscrição confirmada. Se mantida essa estimativa de público, o evento tem potencial para movimentar mais de R$ 623 mil durante sua realização, valor que poderá ser ultrapassado se as expectativas de público forem superadas.
"É o primeiro evento de grande porte que Porto Alegre recebe desde a Copa do Mundo de 2014, e a cidade se prepara como foi naquela ocasião, para garantir segurança, mobilidade, serviços de qualidade e, acima de tudo, sua visibilidade, para se consolidar como destino turístico. O South Summit coloca a Capital em outro patamar e esse grande impacto é o que esperamos para confirmar nosso DNA de cidade preparada para eventos de negócios", ressalta a presidente do POACVB, Adriane Hilbig.

Hotelaria preparada para receber bem o turista

Hotel Ibis Moinhos de Vento
Estabelecimentos da rede Accor Hotéis têm ocupação de quase 100% para o segundo dia do South Summit
GABRIEL KOHLMANN/DIVULGAÇÃO/JC
Com duas unidades localizadas próximo ao Cais do Porto, onde ocorrerá o South Summit, a rede Master Hotéis já registra taxas de ocupação que chegam a 94% em alguns dias do evento. Segundo o grupo, o Master Grande Hotel, com 92 quartos, vem sendo o mais requisitado. Situado na rua Riachuelo, no Centro Histórico, o hotel fica a 5 minutos do evento, facilitando o translado dos participantes. Já o Master Cidade Baixa, a 1,5 quilômetro do Cais, também vem tendo bastante procura por hospedagem.
Nas duas unidades, a média de ocupação já está em torno de 50% para o último final de semana de abril, que antecede o evento. Para atrair os turistas, a rede lançou desconto promocional de 10% durante o evento, e mantém os colaboradores preparados para atenderem as demandas dos hóspedes que vierem à Capital para o evento.
Segundo a diretora geral da Master Hotéis, Lívia Trois, o South Summit tem potencial para consolidar Porto Alegre como uma das melhores capitais para grandes eventos e para bem receber o turista, especialmente neste período de arrefecimento da pandemia.
“Porto Alegre é uma cidade muito cosmopolita e tem em seu histórico grandes eventos como o Fórum Social Mundial. Ao longo dos últimos anos, a cidade também investiu em equipamentos que a tornam mais atrativa aos turistas. Preparamos nossos hotéis para receber hóspedes de todo o mundo, e um evento como este só solidifica o potencial inovador que a cidade tem. Porto Alegre continua com esta vocação inovadora e neste momento, onde a situação sanitária se abranda, este evento será o pontapé necessário para fomentar a economia criativa local e mostrar nossa grande capacidade atrativa”, afirma a executiva.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2022/04/25/206x137/1_master_hoteis___foto_ariel_farias-9608959.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'6266f11c560f0', 'cd_midia':9608959, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2022/04/25/master_hoteis___foto_ariel_farias-9608959.jpg', 'ds_midia': 'Master Grande Hotel, na Ria Riachuleo, dispõe de 92 quartos', 'ds_midia_credi': 'ARIEL FARIAS/DIVULGAÇÃO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Master Grande Hotel, na Ria Riachuleo, dispõe de 92 quartos', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}No Master Hotéis taxas de ocupação chegam a 94% em alguns dias do evento. Foto: Ariel Farias/Divulgação/JC
Na rede Accor Hotéis, que possui seis estabelecimentos na cidade, uma ocupação de quase 100% das acomodações é aguardada para 5 de maio, segundo dia do evento e considerado o pico do South Summit. De acordo com a diretora regional do grupo, Tanise Gomes, as reservas demoraram para ser fechadas, mas estão sendo confirmadas ao longo desta semana.
"Sentimos que demorou um pouco para decolar a procura, mas aconteceu, e se somou ao aquecimento da rede hoteleira que temos visto nos último meses, tanto em função de negócios como de shows internacionais que atraem público de fora para a Capital. Está tendo um impacto bem interessante na rede, e esperamos que esta retomada prossiga no segundo semestre do ano, com a previsão de outros grandes eventos", comenta.
Dos hotéis, a maior demanda dos participantes do South Summit é para a unidade em frente ao Aeroporto Internacional Salgado Filho, que tem 166 quartos. Em segundo lugar o hotel da rede no Moinhos de Vento, com 150 apartamentos.
Em função do evento, a executiva conta que a rede precisará recorrer a funcionários temporários para os serviços de governança, principalmente camareiras, e destaca que a tarefa de conseguir trabalhadores qualificados não está fácil, prova do aquecimento do setor.
"O que ocorreu é que nosso segmento foi muito prejudicado durante a pandemia e teve de demitir. Aos poucos, grande parte desses colaboradores foram reintegrados ou incorporados por outras redes, mas nessa hora de alta ocupação tem sido um desafio completar as equipes", completa.

Cisne Branco será Business Lounge oficial do evento

Barco Cisne Branco
Barco Cisne Branco estará à disposição para reuniões e rodadas de negócios dos participantes
CISNE BRANCO/DIVULGAÇÃO/JC
Um dos principais atrativos do turismo náutico da cidade, o Barco Cisne Branco também terá visibilidade redobrada durante os dias do South Summit. Contratada para servir de Business Lounge oficial do evento, a embarcação ficará atracada no Armazém A4 do Cais do Porto para uso exclusivo dos participantes vips do evento, que poderão fechar negócios e realizar reuniões no local.
Além disso, nos finais de semana pré e após o evento o barco segue com seus tradicionais roteiros turísticos e passeio no happy hour à disposição dos visitantes. Para a diretora do Grupo Cisne Branco, Adriane Hilbig, a possibilidade de a embarcação se tornar parte desse grande evento foi uma grata surpresa.
"Sabíamos que o evento impactaria bastante pelo número de pessoas que atrai para a nossa cidade e todo o trade turístico ganha muito com isso, especialmente nesse período de retomada, que tanto precisamos. Para nós está sendo mais especial ainda poder fazer parte como uma das atrações turísticas efetivas do evento, ao lado do Cais Embarcadero", avalia.
O barco ficará disponível para os participantes do South Summit das 8h às 21h. Antes e após o evento, a embarcação contará com venda de ingresso e disposição de cardápio online, além das informações sobre roteiros e todo o serviço divulgadas em pontos estratégicos da cidade, via QRCode.
A equipe do Cisne Branco também está preparada para atender o turista estrangeiro em inglês, espanhol, e oferece as locuções dos passeios nos dois idiomas, além do português.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO
Leia também