Porto Alegre, quinta-feira, 02 de dezembro de 2021.
Dia Nacional do Astrônomo. Dia do Samba. Dia Pan-Americano da Saúde.
Porto Alegre,
quinta-feira, 02 de dezembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Energia

- Publicada em 02/12/2021 às 18h44min.

Fepam emite Licença Prévia para Parque Eólico em Giruá

Empreendimento ocupará 207,5 hectares e prevê instalação de sete aerogeradores com 4,2 MW de potência unitária

Empreendimento ocupará 207,5 hectares e prevê instalação de sete aerogeradores com 4,2 MW de potência unitária


JONATHAN NACKSTRAND/AFP/JC
A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) emitiu a Licença Prévia (LP) que atesta a viabilidade ambiental da implantação do Parque Eólico Giruá, na zona rural do município localizado na região noroeste do Rio Grande do Sul. O empreendimento ocupará uma área de 207,5 hectares e prevê a instalação de sete aerogeradores com 4,2 megawatts (MW) de potência unitária.
A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) emitiu a Licença Prévia (LP) que atesta a viabilidade ambiental da implantação do Parque Eólico Giruá, na zona rural do município localizado na região noroeste do Rio Grande do Sul. O empreendimento ocupará uma área de 207,5 hectares e prevê a instalação de sete aerogeradores com 4,2 megawatts (MW) de potência unitária.
A responsabilidade pela obra é da Ecoprojeto LTDA. A emissão da LP ocorreu no dia 29 de novembro e o próximo passo é a solicitação, por parte do empreendedor, da Licença de Instalação (LI).
Segundo o documento emitido, a aprovação do projeto para a instalação das estruturas e dos aerogeradores do empreendimento estará vinculada ao atendimento das condições e restrições estabelecidas pela LP. As intervenções e obras, serviços de terraplenagem, instalação de canteiros de obra, áreas de manobra, acessos e apoio operacional, entre outras atividades, somente poderão ser executadas a partir da LI.
A presidente da Fepam, Marjorie Kauffmann, destacou a importância do empreendimento para a região. "A quantidade de empreendimentos de energia eólica que estamos analisando e licenciando demonstra o quão promissora é essa fonte energética no Rio Grande do Sul. A Fepam segue se preocupando em seguir todo o rigor técnico para garantir a preservação ambiental dessas regiões em desenvolvimento", completou.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO