Porto Alegre, quarta-feira, 24 de novembro de 2021.
Porto Alegre,
quarta-feira, 24 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Indústria

- Publicada em 24/11/2021 às 17h43min.

Dalca Brasil compra startup Seculor

Iniciativa pretende oferecer soluções completas aos clientes, afirma Dal Fré

Iniciativa pretende oferecer soluções completas aos clientes, afirma Dal Fré


Mateus Foleto / Divulgação JC
Roberto Hunoff, de Caxias do Sul
A Dalca Brasil, de Bento Gonçalves, anunciou a aquisição da startup Seculor, de Garibaldi, especializada no desenvolvimento de software para a gestão integrada de produção. Com o negócio, reforça sua participação no mercado da automação industrial brasileira, ampliando a presença com a oferta de outros serviços ligados à indústria 4.0. “O intuito é aumentar o leque de soluções, trazendo aos clientes soluções completas, o que nos permite agregar muito mais eficiência, aumentando a geração de resultados e, consequentemente, a competitividade para os parceiros”, explica o CEO da Dalca, Bruno Dal Fré.
A Dalca Brasil, de Bento Gonçalves, anunciou a aquisição da startup Seculor, de Garibaldi, especializada no desenvolvimento de software para a gestão integrada de produção. Com o negócio, reforça sua participação no mercado da automação industrial brasileira, ampliando a presença com a oferta de outros serviços ligados à indústria 4.0. “O intuito é aumentar o leque de soluções, trazendo aos clientes soluções completas, o que nos permite agregar muito mais eficiência, aumentando a geração de resultados e, consequentemente, a competitividade para os parceiros”, explica o CEO da Dalca, Bruno Dal Fré.
Os valores iniciais do negócio não foram divulgados, vez que novos investimentos, subsequentes à aquisição, estão sendo previstos para a nova empresa. O potencial de crescimento para os próximos anos é promissor. “Estamos investindo em um produto de extrema qualidade, com enorme potencialidade e pretendemos ter não só retorno dentro, mas sobretudo amplo crescimento no prazo de dois a três anos”, analisa Dal Fré.
Sob o nome Dalca Digital, o novo negócio será voltado ao atendimento de pequenas e médias empresas. A proposta de trabalho envolverá a geração de informação para as empresas produzirem melhor, tornando-as mais eficientes e conectadas. Isso ocorrerá, também, pela análise dos dados gerados, uma vez que o software permite a leitura dos processos de chão de fábrica, facilitando a tomada de decisões.
Seu principal produto é o MES (Manufacturing execution system, em tradução livre sistema de execução de fabricação). A solução é oferecida e comercializada às empresas pelo sistema software as a service, ou seja, o cliente paga uma mensalidade enquanto utilizar o produto, não tendo a necessidade – e o investimento – da compra do software.
A Dalca vem operando em ritmo acelerado há cinco anos – os melhores na história da empresa, que existe desde 2007. Nem a pandemia abalou o andamento dos trabalhos. Pelo contrário, ampliou a demanda por interessados em investir em automação industrial. “Em 2020, crescemos perto de 50% em negócios. Em 2021, tudo indica que fecharemos o ano com alta de 10%, índice que poderia ser maior não fossem gargalos como escassez de mão de obra qualificada e falta ou atraso na entrega de matérias-primas”, afirma Dal Fré.
Um dos expoentes mais promissores são os projetos de automação logística para movimentação interna de produtos ou mercadorias entre setores produtivos dentro do parque fabril e na estocagem, por exemplo. A Dalca tem três produtos específicos para essa finalidade: AGVs (Automatic Guided Vehicle, em tradução livre, uma espécie de veículo autômato que se movimenta no interior da fábrica), transelevadores e carros satélites. Nesse último nicho, a empresa desenvolveu, com tecnologia própria, um produto específico, o carro satélite FlexSat.
Em 2021, os projetos envolvendo automação logística já respondem por 6% do faturamento da empresa. Para o próximo ano, devem subir para 15% dos negócios. Para atender o incremento deste segmento e de outros nichos da automação industrial, a Dalca Brasil fez o primeiro movimento de um projeto que permitirá dobrar a capacidade produtiva nos próximos anos: assinou, no início do segundo semestre deste ano, um termo de compromisso, referente à Lei de Incentivo ao Desenvolvimento Econômico, para a construção de nova sede, em Bento Gonçalves. A empresa já atende clientes em todo o território nacional e projeta expandir a atuação para a América Latina, mercado onde tem diversas tratativas alinhavadas.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO