Porto Alegre, sexta-feira, 15 de outubro de 2021.
Dia do Professor.
Porto Alegre,
sexta-feira, 15 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Gente

- Publicada em 15/10/2021 às 17h11min.

Adelino Colombo: dirigentes destacam legado de fundador de rede de varejo

Colombo começou no varejo nos anos de 1950 e continuou "por trás" após sair do comando

Colombo começou no varejo nos anos de 1950 e continuou "por trás" após sair do comando


LC MOREIRA/FUTURA PRESS/JC
O legado de Adelino Colombo foi enaltecido nesta sexta-feira (15) por dirigentes de entidades do comércio gaúcho. O empresário fundador do grupo Colombo, dono da Lojas Colombo, morreu pela manhã em um hospital em Porto Alegre. As lojas e área administrativa do grupo ficaram fechadas em sinal de luto. Fiergs e CIC Caxias também destacaram contribuições do empresário.
O legado de Adelino Colombo foi enaltecido nesta sexta-feira (15) por dirigentes de entidades do comércio gaúcho. O empresário fundador do grupo Colombo, dono da Lojas Colombo, morreu pela manhã em um hospital em Porto Alegre. As lojas e área administrativa do grupo ficaram fechadas em sinal de luto. Fiergs e CIC Caxias também destacaram contribuições do empresário.
"Foi um comerciante inovador, que começou pequeno em Farroupilha, entregando mercadoria em cidades pequenas", citou o presidente do Sindilojas da Capital, Paulo Kruse. "Ele continuou se desenvolvendo e montou uma das maiores redes de varejo do Estado", reconheceu Kruse. "Mesmo com todo o progresso do varejo, conseguiu se manter à frente de seu tempo", elogiou o dirigente na Capital.
Kruse cita que, apesar de ter deixado a direção do grupo, Colombo "estava por trás". "Mesmo com as dificuldades na pandemia, o grupo se manteve e crescendo. "Ele (Adelino) prestou muitos serviços para o Rio Grande", completou Kruse. 
O presidente da Federasul, Anderson Cardoso, disse que o fundador da rede de Farroupilha "foi um grande empreendedor", lembrando que Colombo começa a empresa na década de 1950.
"Hoje é um dia triste para o Rio Grande do Sul e para o empreendedorismo gaúcho", definiu o dirigente estadual.
Cardoso também comenta sobre a presença do empresário, que morreu aos 90 anos, nas principais definições do grupo. "Ele tinha muito a contribuir para a sociedade. Tenho certeza que os familiares vão seguir esta trilha de vitórias que foi aberta pelo Colombo."   
"Cresci admirando o Sr. Adelino, ele sempre me inspirou." De forma simples, o presidente da CDL Porto Alegre, Irio Piva, deu a dimensão da perda do fundador da Lojas Colombo e grupo empresarial com atuação em produtos de crédito, consórcios e ramo pet e um dos maiores empresários do Rio Grande do Sul, Adelino Colombo.
O presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, reforçou, em nota, o "exemplo de empreendedorismo" do empresário. "Adelino Colombo foi e sempre será uma referência para o setor varejista do País", pontuou o dirigente da federação de comércio e serviços. "Perdemos um grande homem, mas ficamos com a lembrança e os ensinamentos de uma vida marcada pela sua dedicação incansável e pioneirismo marcante."
A morte de Colombo também teve repercussão nacional. A Associação Brasileira de Bancos (ABBC), que representa segmentos como as financeiras. "A ABBC recebe com pesar o falecimento de Adelino Colombo, fundador da Lojas Colombo e da Crediare. Adelino foi um grande empreendedor e líder", destacou a entidade, em nota.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO