Porto Alegre, quinta-feira, 14 de outubro de 2021.
Porto Alegre,
quinta-feira, 14 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Energia

- Publicada em 14/10/2021 às 14h34min.

Térmica Pampa Sul finaliza parada de manutenção no domingo

Usina localizada em Candiota utiliza como combustível o carvão mineral

Usina localizada em Candiota utiliza como combustível o carvão mineral


FÁBIO CAMPOS/DIVULGAÇÃO/JC
Jefferson Klein
Em um momento em que os reservatórios das hidrelétricas do País encontram-se em baixíssimos níveis, o setor elétrico nacional está prestes a contar com a volta da disponibilidade da geração da termelétrica Pampa Sul, que tem capacidade instalada de 345 MW (energia suficiente para atender cerca de 1,3 milhão de pessoas). A usina gaúcha a carvão mineral, pertencente ao grupo Engie, prevê concluir sua parada programada para manutenção de rotina no próximo domingo (17).
Em um momento em que os reservatórios das hidrelétricas do País encontram-se em baixíssimos níveis, o setor elétrico nacional está prestes a contar com a volta da disponibilidade da geração da termelétrica Pampa Sul, que tem capacidade instalada de 345 MW (energia suficiente para atender cerca de 1,3 milhão de pessoas). A usina gaúcha a carvão mineral, pertencente ao grupo Engie, prevê concluir sua parada programada para manutenção de rotina no próximo domingo (17).
De acordo com a assessoria de imprensa da companhia, o investimento na manutenção, iniciada em setembro, foi de aproximadamente R$ 50 milhões e gerou em torno de 1 mil empregos diretos no pico da atividade, que é considerada essencial para a confiabilidade do funcionamento da estrutura. Além do complexo da Engie situado em Candiota, outra térmica no Rio Grande do Sul que poderá entrar em operação em breve é a Central Térmica Uruguaiana.
Segundo o Operador Nacional do Sistema (ONS) Elétrico, o acionamento do empreendimento na Fronteira Oeste do Estado está previsto para ocorrer de outubro até dezembro. Porém, para isso se concretizar, a planta necessita confirmar o fornecimento de gás natural que é proveniente da Argentina.
Paralelamente ao fim da manutenção da Pampa Sul, a Engie também está recebendo propostas para a alienação desse ativo. A entrada em operação comercial da usina ocorreu em junho de 2019, sendo que a térmica já recebeu investimentos de mais de R$ 2 bilhões e tem 100% da sua energia contratada até 31 de dezembro de 2043.
No dia 30 de agosto, a Engie assinou o contrato de venda para a FRAM Capital do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, localizado em Capivari de Baixo, no Sul de Santa Catarina, cuja capacidade instalada é de 857 MW. O preço de aquisição foi estipulado em até R$ 325 milhões, sendo que R$ 210 milhões pagos no fechamento da operação e R$ 115 milhões sujeitos ao cumprimento de determinadas condições previstas no acordo do negócio.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO