Porto Alegre, terça-feira, 12 de outubro de 2021.
Dia da Criança. Feriado - Nossa Senhora Aparecida.
Porto Alegre,
terça-feira, 12 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Agronegócio

- Publicada em 12/10/2021 às 11h49min.

Cotrijal assume unidades da Cerealista Pantano Grande

Estruturas têm capacidade total para armazenar até 10 mil toneladas de grãos

Estruturas têm capacidade total para armazenar até 10 mil toneladas de grãos


COTRIJAL/DIVULGAÇÃO/JC
Jefferson Klein
Com foco na expansão de suas atividades, a Cotrijal (cooperativa que tem sede em Não-Me-Toque) assumiu neste mês de outubro as duas unidades de recebimento e armazenamento de grãos que pertenciam à Cerealista Pantano Grande, uma localizada no município de Pantano Grande e outra em Encruzilhada do Sul, ambas no Vale do Rio Pardo. O negócio movimentou uma cifra acima de R$ 25 milhões.
Com foco na expansão de suas atividades, a Cotrijal (cooperativa que tem sede em Não-Me-Toque) assumiu neste mês de outubro as duas unidades de recebimento e armazenamento de grãos que pertenciam à Cerealista Pantano Grande, uma localizada no município de Pantano Grande e outra em Encruzilhada do Sul, ambas no Vale do Rio Pardo. O negócio movimentou uma cifra acima de R$ 25 milhões.
“Com isso, queremos levar para a região toda, tecnologia, área técnica, desenvolvimento de produtos, queremos entrar fortemente com todos os serviços que a Cotrijal possui”, ressalta o presidente da cooperativa, Nei César Manica. O dirigente detalha que a principal cultura que será operada nos novos complexos é a soja, mas também serão trabalhados cereais como trigo e milho.
Ele acrescenta que já há muitos produtores associados à cooperativa que estão ampliando operações e plantando naquele entorno. Além disso, naquela área é possível perceber, nos últimos anos, a substituição da cultura de arroz que está cedendo espaço para a de soja. Esses fatores, mais o potencial de crescimento agrícola, motivaram o investimento feito pela Cotrijal.
A capacidade de armazenagem das duas estruturas somadas é de aproximadamente 10 mil toneladas. Com a mais recente aquisição, a Cotrijal expande sua atuação para 34 municípios, com 57 unidades de recebimento de grãos e 920 mil toneladas de capacidade de armazenagem. Ainda dentro dos planos de diversificação das ações da cooperativa, Manica recorda que, recentemente, a associação firmou uma parceria de intercooperação com a Coagrisol, de Soledade.
A ideia com essa iniciativa é possibilitar melhores negociações na compra de insumos agrícolas e pecuários, otimizar a logística por meio do compartilhamento mútuo da capacidade operacional, assim como agregar valor as suas produções agropecuárias, com aperfeiçoamento dos processos administrativos e operacionais. Também está previsto a troca de informações, estudos, sistemas e demais ferramentas, a fim de formalizar empreendimentos em conjunto.
Quanto às perspectivas de safras no Rio Grande do Sul, Manica diz que o trigo (uma cultura de inverno) está apresentando uma boa evolução até o momento, que não deve ser revertida a menos que ocorra algum fenômeno, como excesso de chuvas. Soma-se a isso as previsões de clima para as próximas safras, que são positivas, com expectativa de bons plantios para a soja e o milho.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO