Porto Alegre, sexta-feira, 08 de outubro de 2021.
Dia do Nordestino e dia Nacional do Combate a Cartéis.
Porto Alegre,
sexta-feira, 08 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Indústria Naval

- Publicada em 08/10/2021 às 16h09min.

Navio Siem Helix I deixa o Estaleiro Rio Grande após passar por serviços de reparo

Embarcação tem 158,59 metros de comprimento e 36,8 metros de largura

Embarcação tem 158,59 metros de comprimento e 36,8 metros de largura


Portos RS/Divulgação/JC
Após a realização de serviços gerais de pintura, manutenção e adequação de sistemas e instalações, o navio Siem Helix I deixou o Estaleiro Rio Grande (ERG), na tarde desta quinta-feira (7). A informação foi repassada nesta sexta-feira (8) pela Superintendência dos Portos do Rio Grande do Sul (Porto RS). A embarcação de 158,59 metros de comprimento e 36,8 metros de largura, segundo a Portos RS, atracou no dique seco na manhã do dia 28 de agosto.
Após a realização de serviços gerais de pintura, manutenção e adequação de sistemas e instalações, o navio Siem Helix I deixou o Estaleiro Rio Grande (ERG), na tarde desta quinta-feira (7). A informação foi repassada nesta sexta-feira (8) pela Superintendência dos Portos do Rio Grande do Sul (Porto RS). A embarcação de 158,59 metros de comprimento e 36,8 metros de largura, segundo a Portos RS, atracou no dique seco na manhã do dia 28 de agosto.
A mobilização para a realização da operação de retirada do navio estimulador de poços de petróleo começou na quarta-feira (6), com a abertura da porta batel para a entrada de água na estrutura, fazendo com que ele voltasse a flutuar. As manobras de saída do dique para o canal de acesso e de saída da Barra foram iniciadas por volta das 15h.
De acordo com o diretor de operações do Estaleiro Rio Grande, Ricardo Ávila, esse foi o primeiro trabalho na área de reparação naval do complexo e ocorreu dentro do esperado. "Uma experiência muito gratificante para todos. Esperamos que esse aprendizado sirva de lição e de exemplo para os próximos e que a gente melhore cada vez mais a prestação de serviço nessa área", afirmou.
A expectativa do executivo é de que o navio Siem Helix II também possa ser reparado no estaleiro, assim como outra embarcação que está em fase de tratativas com o armador. Para que o reparo seja considerado concluído por completo, Ávila explica que o Siem Helix I ainda precisará passar por um período de quatro dias, denominado prova de mar, onde serão realizados testes diversos.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO