Porto Alegre, segunda-feira, 27 de setembro de 2021.
Dia Mundial do Turismo.
Porto Alegre,
segunda-feira, 27 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Telecomunicações

- Publicada em 27/09/2021 às 13h15min.

Caixa lança linha de crédito pelo celular, com valores de R$ 300 a R$ 1 mil

A linha de crédito pelo celular será a partir do aplicativo Caixa Tem, por onde tem sido pago o auxílio emergencial

A linha de crédito pelo celular será a partir do aplicativo Caixa Tem, por onde tem sido pago o auxílio emergencial


MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL/JC
A Caixa Econômica Federal lançou nesta segunda-feira (27), uma linha de crédito pelo celular, por meio do aplicativo Caixa Tem, por onde tem sido pago o auxílio emergencial. Emocionado ao ponto de ir às lágrimas em mensagem gravada e exibida durante o evento, do qual participou o presidente da República, Jair Bolsonaro, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que a nova linha dá continuidade à transferência de renda promovida pelo auxílio, que a tornou possível.
A Caixa Econômica Federal lançou nesta segunda-feira (27), uma linha de crédito pelo celular, por meio do aplicativo Caixa Tem, por onde tem sido pago o auxílio emergencial. Emocionado ao ponto de ir às lágrimas em mensagem gravada e exibida durante o evento, do qual participou o presidente da República, Jair Bolsonaro, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que a nova linha dá continuidade à transferência de renda promovida pelo auxílio, que a tornou possível.
"Estas pessoas tomam crédito entre 15% e 20% ao mês. Pegam de agiota, pegam de fora do sistema financeiro", disse Guimarães, que testou positivo para covid-19 e não pôde participar pessoalmente do evento. "Esse crédito, de R$ 300 a R$ 1 mil, com 24 meses para pagar e taxa de 3,99% ao mês, será o primeiro crédito bancário de dezenas de milhões de pessoas."
Segundo Guimarães, à medida em que a Caixa seja capaz de formar histórico de pagamento desses empréstimos, poderá oferecer condições melhores. "Podemos aumentar o crédito e diminuir os juros", disse o presidente da Caixa, salientando que a operação do auxílio emergencial trouxe para perto esses clientes, que não têm como comprovar renda.
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário