Porto Alegre, sexta-feira, 10 de setembro de 2021.
Porto Alegre,
sexta-feira, 10 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

NEGÓCIOS CORPORATIVOS

- Publicada em 19h14min, 10/09/2021.

Com aquisição, Warren pretende expandir para o mercado do varejo

Gusmão e Pauli  planejam duas novas aquisições fora do Rio Grande do Sul

Gusmão e Pauli planejam duas novas aquisições fora do Rio Grande do Sul


Claudio Belli/divulgação/jc
Vitorya Paulo
Após anunciar a aquisição da corretora e distribuidora de títulos Renascença, de São Paulo (SP), a plataforma de investimentos gaúcha Warren se prepara para voltar suas atenções ao varejo. Duas novas aquisições devem ser anunciadas em outubro, com detalhes ainda não revelados. Mas o CEO da empresa, Tito Gusmão, adianta que são companhias de fora do Rio Grande do Sul.
Após anunciar a aquisição da corretora e distribuidora de títulos Renascença, de São Paulo (SP), a plataforma de investimentos gaúcha Warren se prepara para voltar suas atenções ao varejo. Duas novas aquisições devem ser anunciadas em outubro, com detalhes ainda não revelados. Mas o CEO da empresa, Tito Gusmão, adianta que são companhias de fora do Rio Grande do Sul.
Apesar de o varejo representar grandes oportunidades, o viés institucional também precisa ser fortalecido, afirma Gusmão, que é ex-XP. É nesse sentido que a aquisição da Renascença foi fechada. "Existe uma demanda. O mercado de capitais do Brasil cresce pelo institucional", diz. A empresa está presente no mercado financeiro e de capitais desde 1976, direcionando suas atividades a operações de Renda Fixa e de Open Market junto a mais de 300 clientes institucionais ativos. A operação de compra da Renascença ainda precisa da aprovação do Banco Central para ser concluída.
Para congregar as culturas organizacionais entre as duas empresas, Gusmão prevê harmonia, mas com aceleração. Afirmando que "o santo bateu" com a corretora, o CEO destaca que o intuito é levar a tecnologia da Warren para complementar a história da Renascença. "Pintar as paredes de magenta e colocar nossa tecnologia pra dentro é mais fácil quando está todo mundo com a mesma cabeça", diz. Head institucional da Warren, Luís Pauli pontua que a bagagem da companhia será essencial para os trabalhos futuros.
Com a compra, o número de funcionários salta de 470 para 540 profissionais. Antes da pandemia de Covid-19 eram 120. O crescimento traz diversas oportunidades, como a de se tornar uma startup unicórnio (que possui avaliação de preço de mercado no valor de mais de 1 bilhão de dólares). Porém, Gusmão e Pauli são categóricos: se acontecer, será por fruto do trabalho que está sendo feito, e não é, hoje, um objetivo principal. "Um futuro IPO passa pelos nossos sonhos também. Mas não estamos à venda, e nunca estaremos", destaca Gusmão. Pauli complementa: "Seguimos em carreira solo, independentes, embora já tivemos vários players que bateram na nossa porta".
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário