Porto Alegre, terça-feira, 24 de agosto de 2021.
Dia do Artista.
Porto Alegre,
terça-feira, 24 de agosto de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado Financeiro

- Publicada em 16h13min, 24/08/2021.

Petróleo estende recuperação do dia anterior e fecha em alta de quase 3%

Na Nymex, o petróleo WTI para outubro fechou com ganho de 2,89% (US$ 1,90), em US$ 67,54 o barril

Na Nymex, o petróleo WTI para outubro fechou com ganho de 2,89% (US$ 1,90), em US$ 67,54 o barril


AFP/JC
Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta nesta terça-feira (24) estendendo os ganhos da sessão anterior. A commodity foi sustentada em parte pelo câmbio, mas sobretudo com o ajuste para cima após perdas recentes, embora a variante delta da Covid-19 e seus riscos à demanda sigam no radar.
Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta nesta terça-feira (24) estendendo os ganhos da sessão anterior. A commodity foi sustentada em parte pelo câmbio, mas sobretudo com o ajuste para cima após perdas recentes, embora a variante delta da Covid-19 e seus riscos à demanda sigam no radar.
O petróleo WTI para outubro fechou com ganho de 2,89% (US$ 1,90), em US$ 67,54 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para o mesmo mês subiu 3,35% (US$ 2,30), a US$ 71,05 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).
O Deutsche Bank destacou em relatório a clientes que na segunda-feira (23) o petróleo exibiu o maior ganho desde novembro, "após semanas de pressões sobre as commodities". Os contratos vinham de sete baixas consecutivas, e o movimento de recuperação se estendeu nesta terça.
O banco alemão destaca que uma parte importante disso ocorre pois autoridades da China têm tido sucesso em controlar a variante delta da Covid-19. O banco acredita que o impacto da variante delta sobre a demanda por petróleo deve ser limitado, apontando que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) pode desacelerar o passo em sua alta gradual na produção.
Nos Estados Unidos, o número de casos e mortes pelo vírus na última semana avançou, segundo autoridades. O país continua a buscar avançar na imunização, diante dos riscos com a variante delta, sobretudo em áreas com menor cobertura vacinal.
Nesta terça, o câmbio também ajudou o petróleo. Com o dólar mais fraco, os contratos ficam mais baratos para os detentores de outras divisas, o que tende a apoiar a demanda.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário