Porto Alegre, sexta-feira, 09 de julho de 2021.
Feriado em São Paulo - Revolução Constitucionalista.
Porto Alegre,
sexta-feira, 09 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ENSINO SUPERIOR

- Publicada em 15h52min, 09/07/2021.

RS oficializa transferência da Uergs para área da Cientec

Governador Eduardo Leite fez o repasse simbólico dos imóveis à Uergs, nesta sexta

Governador Eduardo Leite fez o repasse simbólico dos imóveis à Uergs, nesta sexta


GUSTAVO MANSUR/PALÁCIO PIRATINI/JC
Solenidade realizada no início da tarde desta sexta-feira (9) marcou a transferência definitiva da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) para a área da antiga Fundação de Ciência e Tecnologia (Cientec), no Centro de Porto Alegre. Com a instalação da reitoria da universidade no local, pela primeira vez a instituição, que comemora 20 anos neste sábado (10), passa a ter um prédio próprio.
Solenidade realizada no início da tarde desta sexta-feira (9) marcou a transferência definitiva da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) para a área da antiga Fundação de Ciência e Tecnologia (Cientec), no Centro de Porto Alegre. Com a instalação da reitoria da universidade no local, pela primeira vez a instituição, que comemora 20 anos neste sábado (10), passa a ter um prédio próprio.
A transferência foi oficializada pelo governador Eduardo Leite, em cerimônia que contou com a presença dos secretários de Inovação, Ciência e Tecnologia, Luís Lamb; do Planejamento, Governança e Gestão, Claudio Gastal; e do reitor da Uergs, Leonardo Beroldt. Na ocasião, também foi assinado o termo de compromisso de transferência do restante do complexo da Cientec, para posterior instalação da unidade de ensino da universidade, atualmente funcionando em prédio locado da CEEE, no bairro Partenon.
“O ato simboliza o compromisso do governo com a política pública de inovação, que tem a universidade estadual como um dos principais expoentes. A nossa universidade estadual passa a ter um espaço qualificado e na vista de todos os gaúchos, porque passa a ficar no centro das tomadas de decisões do Estado. Isso reforça a responsabilidade dos gestores da Uergs para que ela, ao ser colocada no centro, possa estar também no centro daquilo que se espera dela para o desenvolvimento do nosso RS”, destacou Leite.
Presente em sete campi regionais e em 23 unidades universitárias, a Uergs oferece cursos de graduação, de pós-graduação e de extensão, integrada às demandas locais de formação e de qualificação profissional.
Segundo o secretário Lamb, a nova sede demonstra o quanto o governo valoriza o conhecimento, a universidade, a ciência e a tecnologia. "É um foco e uma estratégia da gestão, pois universidades alinhadas com o desenvolvimento de suas regiões têm um papel fundamental e são capazes de gerar frutas, cada vez mais, no curto espaço de tempo”, afirmou Lamb.
Já o secretário Gastal lembrou que a ação atende aos projetos estratégicos e às metas previstas no Mapa Estratégico da gestão estadual, como o de qualificar o aprendizado para a nova economia. "Estamos dando hoje mais um passo para o futuro que queremos para o nosso RS, um Estado onde os jovens queiram viver e se desenvolver”, disse.
Como contrapartida pela ocupação dos imóveis, a Uergs elaborou o Projeto Estratégico Uergs 20+, que reúne propostas para ampliar a oferta de serviços à sociedade gaúcha. De acordo com o reitor, o projeto reafirma o posicionamento da instituição como instrumento do Estado para a execução de políticas públicas de inovação, tendo como ponto de partida a destinação do patrimônio da Cientec à universidade.
“Estamos dando hoje o primeiro passo para a consolidação do campus central, tão almejado pela universidade. Com o próximo, quando transferirmos a unidade universitária para esta mesma área, poderemos dar início ao Uergs 20+. Com a conclusão deste processo, a universidade deixará de comprometer mais de R$ 2,5 milhões ao ano com locações de imóveis, devendo redirecionar os recursos para o fortalecimento de suas atividades”, afirmou Beroldt.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário