Porto Alegre, sexta-feira, 11 de junho de 2021.
Dia da Marinha Brasileira.
Porto Alegre,
sexta-feira, 11 de junho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Varejo

- Publicada em 03h00min, 11/06/2021.

CR Diementz aposta no modelo online para crescer

Rede de lojas CR Diementz é composta hoje por 66 unidades

Rede de lojas CR Diementz é composta hoje por 66 unidades


/CR Diementz/Divulgação/JC
João Pedro Rodrigues
Na década de 1950, ainda era comum encontrar no Interior gaúcho armazéns de secos e molhados - lojas que tentavam atender a todas as necessidades dos consumidores do entorno. Foi exatamente essa a preocupação que guiou Reinaldo Mentz, quando inaugurou, em 1956, no município de Capela de Santana, a Casa Reinaldo, que futuramente viria a ser conhecida como CR Diementz, empresa que completa 65 anos em 2021.
Na década de 1950, ainda era comum encontrar no Interior gaúcho armazéns de secos e molhados - lojas que tentavam atender a todas as necessidades dos consumidores do entorno. Foi exatamente essa a preocupação que guiou Reinaldo Mentz, quando inaugurou, em 1956, no município de Capela de Santana, a Casa Reinaldo, que futuramente viria a ser conhecida como CR Diementz, empresa que completa 65 anos em 2021.
A oferta de móveis e eletrodomésticos, que atualmente são carros-chefe da companhia varejista, teve início em 1967, garantindo uma expansão na década seguinte, quando foi inaugurada a primeira filial, na cidade de São Sebastião do Caí. Hoje, a rede gaúcha possui 66 lojas distribuídas entre a Região Metropolitana de Porto Alegre, o Vale do Sinos, o Vale do Caí, o Vale do Paranhana, o Vale do Rio Pardo, o Litoral Norte do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
Este número, no entanto, era maior antes da pandemia. Durante este período, a companhia, que tem como alvo consumidores das faixas de renda C e D, registrou uma queda de mais de 50% nas suas vendas devido ao fechamento do comércio não essencial, tendo que encontrar alternativas para reduzir os custos. A saída foi reduzir o quadro de pessoal e o pagamento de aluguéis, o que resultou no fechamento de 21 das 87 lojas. Hoje, são 350 colaboradores. "O baque foi muito pesado. As medidas foram essenciais para a nossa recuperação. Elas foram tomadas com o intuito de sobreviver", conta o superintendente da rede, Homero de Toledo.
Após a queda no ano passado, a empresa vê em 2021 um ano de recuperação. Segundo Toledo, as vendas têm crescido com uma média de 5% a 8% a cada mês desde janeiro, sendo que, de abril para maio, o crescimento foi de 10%. "Nós contratamos uma consultoria para nos ajudar, e os nossos fornecedores nos deram apoio também. Se ninguém acreditasse no trabalho e idoneidade da empresa e não tivéssemos apoio, nós sofreríamos demais", comenta. "Agora estamos voltando a atingir as nossas metas".
Esta recuperação também está relacionada ao aprimoramento das plataformas de atendimento online da empresa, que garantiu um aumento nas vendas através do Whatsapp e também pelo site. Além disso, a varejista busca uma reformulação geral na sua estrutura, focando cada vez mais no público jovem, já que grande parte dos seus clientes possui idade acima de 50 anos. "Estávamos muito acomodados antes da pandemia. Isso foi uma obrigação que surgiu e uma ajuda muito grande", destaca o superintendente.
Por este motivo, há um investimento maior nas redes sociais para gerar cada vez mais interação. Para comemorar os seus 65 anos, por exemplo, a empresa, além de outras iniciativas realizadas, como uma condição de pagamento que garante 65 dias para começar a pagar, preparou uma ação promocional para presentear os seus consumidores. No final do mês, será feita uma live para sortear 20 televisores de 43 polegadas a clientes que consumirem nas lojas até o dia 19 de junho.
Agora, a expectativa da CR Diementz é que as vendas online passem a representar cerca de 10% a 15% do faturamento global da empresa até o final do ano. Dessa forma, a companhia aposta no desempenho do seu cartão CR, criado no início do ano passado para substituir o sistema de crediários e carnês, e também já retomou a contratação de funcionários, que estarão focados no e-commerce. Além disso, a empresa analisa a viabilidade de abertura de três lojas no Rio Grande do Sul até o mês de dezembro, ainda sem definição. 
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário