Porto Alegre, segunda-feira, 10 de maio de 2021.
Porto Alegre,
segunda-feira, 10 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

petróleo

- Publicada em 16h05min, 10/05/2021.

Petróleo fecha em alta, com foco em fechamento de duto nos EUA e pandemia

Barril do petróleo WTI com entrega para junho fechou perto da estabilidade, em alta de 0,03%

Barril do petróleo WTI com entrega para junho fechou perto da estabilidade, em alta de 0,03%


ALAOR FILHO/MIRÁ IMAGEM/AGÊNCIA PETROBRAS/DIVULGAÇÃO/JC
O petróleo encerrou a sessão desta segunda-feira (10) em alta, próximo à estabilidade, com investidores cautelosos por conta do recrudescimento da pandemia de Covid-19 na Ásia, em especial na Índia. O fechamento de um duto de transporte de combustíveis nos Estados Unidos, no entanto, provocou um rali nas primeiras horas do dia, dando fôlego aos contratos.
O petróleo encerrou a sessão desta segunda-feira (10) em alta, próximo à estabilidade, com investidores cautelosos por conta do recrudescimento da pandemia de Covid-19 na Ásia, em especial na Índia. O fechamento de um duto de transporte de combustíveis nos Estados Unidos, no entanto, provocou um rali nas primeiras horas do dia, dando fôlego aos contratos.
O barril do petróleo WTI com entrega prevista para junho fechou perto da estabilidade, em alta de 0,03% (+US$ 0,02), cotado a US$ 64,92, na New York Mercantile Exchange (Nymex), enquanto o do Brent para julho avançou 0,06%, a US$ 68,32, na Intercontinental Exchange (ICE).
A sessão de hoje foi marcada pela volatilidade nos contratos do óleo, que registraram rali durante a manhã após um ataque cibernético obrigar uma operadora a fechar o sistema Colonial Pipeline, que transporta derivados de petróleo para a Costa Leste dos EUA.
De acordo com a Rystad Energy, em relatório enviado a clientes, os impactos do fechamento do duto serão localizados, com a possibilidade de aumento de preços em Estados do Nordeste e Sudeste americano, enquanto refinarias europeias podem aumentar suas exportações aos EUA, de forma a compensar atrasos na oferta local.
A consultoria cita que, durante a sessão, o noticiário do setor "escondeu" o posicionamento cauteloso de investidores de petróleo, em meio à "preocupante tendência" da pandemia de coronavírus em países asiáticos, como a Índia e outros das regiões sul e sudeste do continente. O sentimento mais apreensivo do mercado foi retomado perto do fim da sessão, reduzindo os ganhos registrados mais cedo.
"Antes do fechamento do oleoduto nos EUA, a piora da situação da Covid-19 na Ásia deveria provocava um efeito de baixa nos preços e tinha potencial para dominar a semana", avaliou a Rystad, que prevê uma "correção" nos contratos, caso o sistema da Colonial Pipeline volte a operar rapidamente.
O presidente dos EUA, Joe Biden, afirmou que o governo americano está preparado para tomar medidas adicionais em relação ao ataque cibernético que fechou o duto, e aproveitou para defender o seu pacote de investimentos trilionário ao dizer que o episódio mostra a necessidade de "proteger" a infraestrutura do país.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário