Porto Alegre, domingo, 09 de maio de 2021.
Dia das Mães.
Porto Alegre,
domingo, 09 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

DISTANCIAMENTO CONTROLADO

- Publicada em 19h36min, 07/05/2021. Atualizada em 17h45min, 09/05/2021.

Setor de eventos almeja retomada com novo modelo de enfrentamento à pandemia

Com eventos parados há 14 meses, segmento aposta na liberação de atividades ainda em maio

Com eventos parados há 14 meses, segmento aposta na liberação de atividades ainda em maio


EDU DEFERRARI/DIVULGAÇÃO/JC
Fernanda Crancio
No aguardo das definições sobre o novo modelo de enfrentamento à pandemia no Estado, que será anunciado no final da próxima semana, o setor de eventos gaúcho almeja a possibilidade de obter flexibilizações parciais de atividades a partir da segunda quinzena de maio. Nesta sexta-feira (7), em reunião no Palácio Piratini, representantes do segmento debateram suas demandas e os próximos passos a serem tomados pelo Palácio Piratini, em reunião com os secretários da Casa Civil, Artur Lemos Júnior, e de Apoio à Gestão Administrativa e Política, Agostinho Meirelles.
No aguardo das definições sobre o novo modelo de enfrentamento à pandemia no Estado, que será anunciado no final da próxima semana, o setor de eventos gaúcho almeja a possibilidade de obter flexibilizações parciais de atividades a partir da segunda quinzena de maio. Nesta sexta-feira (7), em reunião no Palácio Piratini, representantes do segmento debateram suas demandas e os próximos passos a serem tomados pelo Palácio Piratini, em reunião com os secretários da Casa Civil, Artur Lemos Júnior, e de Apoio à Gestão Administrativa e Política, Agostinho Meirelles.
Convidadas a participar, neste fim de semana, das articulações sobre o sistema de alertas que substituirá a classificação das bandeiras de risco, em elaboração pelo Executivo, as lideranças do setor de eventos pretendem expor ao grupo a necessidade urgente de liberar algumas modalidades de atividades corporativas e de lazer, além de acabar com as permissões pontuais a eventos, em detrimento das operações de toda a cadeia.
No final de abril, com aval de 32 entidades, o segmento encaminhou ao governo um pedido oficial de socorro, cobrando ações para um retomada responsável no RS. Em carta, os empresários e profissionais de eventos destacaram que o setor foi "massacrado" ao longo da pandemia, e pediram visibilidade e perspectivas.
No entanto, em função do movimento pela reabertura das aulas presenciais, que determinou a volta da bandeira vermelha em todo o Estado, o assunto acabou não avançando.
Com o anúncio recente da preparação de um modelo menos complexo de gerenciamento da crise sanitária, com simplificação de protocolos e estabelecimento de um regramento padrão às regiões, os profissionais de eventos voltaram a buscar um posicionamento do Piratini sobre as flexibilizações.
"Entendemos que tem vontade do governo em abrir as atividades, mas que há toda a questão de saúde. No entanto, não estamos pedindo pra realizarmos baladas, mas sim eventos e shows nos moldes dos eventos-teste promovidos ano passado", comenta Rodrigo Machado, um dos coordenadores do Grupo Live Marketing RS, sócio da Opinião Produtora e uma das lideranças à frente da elaboração dos protocolos que foram aplicados nesses eventos.
A possibilidade de avanço na liberação de atividades do setor, segundo membros do governo, está atrelada ao modelo que substituirá o distanciamento controlado, ainda em amplo debate com deputados, prefeitos, entidades e setores nos próximos dias.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário