Porto Alegre, terça-feira, 04 de maio de 2021.
Porto Alegre,
terça-feira, 04 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Negócios corporativos

- Publicada em 19h52min, 04/05/2021. Atualizada em 20h11min, 04/05/2021.

Stemac quita passivo trabalhista e projeta crescer até 15% em 2021

Antiga sede da empresa, na avenida Sertório, entrou no acordo da dívida e terá empreendimento

Antiga sede da empresa, na avenida Sertório, entrou no acordo da dívida e terá empreendimento


MARIANA ALVES/JC
Patrícia Comunello
A Stemac, maior fabricante brasileira de grupos de geradores de energia, completa 70 anos em dezembro, mas maio tem dois bons motivos para uma comemoração antecipada, ajustada, claro, aos protocolos da pandemia.
A Stemac, maior fabricante brasileira de grupos de geradores de energia, completa 70 anos em dezembro, mas maio tem dois bons motivos para uma comemoração antecipada, ajustada, claro, aos protocolos da pandemia.
Com sede em Porto Alegre e unidade produtiva em Itumbiara, em Goiás, a empresa completa um ano de ativação do plano de recuperação judicial (RJ) este mês com duas entregas consideradas relevantes, segundo a direção: a quitação da dívida trabalhista e a retomada da certidão de negativa de débitos com tributos federais, esperada para esta semana ainda. O que falta pagar na área fiscal, cerca de R$ 35 milhões, foi parcelado.  
"O grande desafio é conseguir passar pelo primeiro ano da recuperação, que é o mais crítico. Mesmo na pandemia, conseguimos fazer isso", vibra o vice-presidente executivo, Valdo Marques Junior. 
A última parcela da conta trabalhista será de R$ 1,2 milhão e deve ser paga no dia 14, liquidando uma conta de cerca de R$ 13 milhões que haviam sido habilitados na RJ. No fim de 2020, em meio aos impactos da crise sanitária, a empresa conseguiu adiar por seis meses, com aval da Justiça, o prazo para honrar os valores que faltavam. Também neste primeiro ano, Marques cita que foram pagos compromissos até R$ 10 mil, devidos a fornecedores de menor porte.  
"Fizemos a lição de casa", resume o executivo, que espera ter em mãos em 48 horas a certidão negativa da Receita.
"Mais importante é demonstrar que com planejamento conseguimos a quitação de dívidas e revitalização econômico-financeira", avalia o vice-presidente, indicando ações de reestruturação administrativa e revisão de operações como fatores para obter um caixa positivo.    
O processo de RJ começou em meados de 2018. A dívida chegou a ser estimada em R$ 750 milhões, sendo que R$ 560 milhões incluídos na negociação. Passivo tributário não pode ser alvo deste tipo de procedimento. No processo de recuperação, o valor foi ajustado para R$ 408 milhões e, após deságio e capitalização de juros, a cifra passou a R$ 223 milhões. O total a ser liquidado até 2033 é de R$ 230 milhões, com maiores credores instituições financeiras. 
Ativos imobiliários, como a antiga sede e onde já teve fábrica, com área de 40 mil metros quadrados construídos, na avenida Sertório, na Zona Norte da Capital, foram usados para abatimento da dívida. O imóvel poderá receber um empreendimento imobiliário. A sede administrativa da Stemac agora fica em um centro empresarial perto do Aeroporto Internacional Salgado Filho.  
A Stemac é uma empresa de capital fechado familiar, mas que adotou gestão profissionalizada. Em 2019, chegou a ser cortejada para processos de aqusição, mas hoje está com o assunto em "standby", como diz Marques. "Tivemos propostas de venda, mas o foco agora é a geração de caixa e execução do plano de recuperação. Uma reestruturação societária está descartada."     
No foco, estão a retomada de níveis de crescimento da receita, com projeção de fechar 2021 com avanço de de 10% até 15%. Em 2020, o faturamento ficou em R$ 217 milhões, com queda de 10% em relação a 2019, mas o Ebitda cresceu 15%, chegando a R$ 25 milhões, cita Marques. O lucro líquido ficou em R$ 65 milhões, resultado impactado por créditos tributários que puderam ser compensados no passivo fiscal.
"Em 2022, queremos manter o ritmo de dois dígitos de expansão", projeta o vice-presidente executivo, citando que a alta de custos em insumos, como aço e componentes importados, vem sendo equalizada em negociações com fornecedores. A elevação de preços de componentes afeta boa parte da indústria nacional, incluindo a falta de itens, como semicondutores.   
Na operação, dois movimentos marcam também a atual fase. Depois de reduzir o quadro a menos de 700 empregados, com corte de 300 trabalhadores no período pré-recuperação e 30 na pandemia, a empresa começa a recompor a força de trabalho. Foram abertas 40 vagas, sendo que ainda restam 18 colocações, oito em Porto Alegre. A Stemac chegou a ter 2,1 mil trabalhadores em 2015.
Na sede, atuam hoje cerca de 300 pessoas. No complexo em Goiás, com mais de 65 mil metros quadrados e maior capacidade instalada da América Latina no segmento, estão 254 empregados. O quadro se completa com posições na área comercial espalhadas pelo País. 
A Stemac já foi líder nacional no segmento. Há seis anos, a indústria chegou a produzir 7 mil grupos de geradores, com receita bruta de R$ 800 milhões. Em 2021, a meta é chegar a 2 mil equipamentos.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário