Porto Alegre, terça-feira, 06 de abril de 2021.
Porto Alegre,
terça-feira, 06 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Varejo

09/03/2021 - 18h50min. Alterada em 06/04 às 14h59min

Zaffari recebe licença para construir megaempreendimento na antiga Gaúcha Cross

Futuro megaempreendimento do Zaffari se estende em uma grande área coberta de vegetação

Futuro megaempreendimento do Zaffari se estende em uma grande área coberta de vegetação


LUIZA PRADO/JC
Patrícia Comunello
A espera acabou. Um dos maiores empreendimentos já projetados pelo grupo Zaffari, dono de supermercados, shopping centers e ativos imobiliários, e o maior da grife em Porto Alegre teve sinal verde para começar a ser executado em uma área hoje coberta por densa vegetação, situada na Zona Leste de Porto Alegre.
Quem reside no entorno do imenso complexo de terrenos, que começa na esquina da avenida Protásio Alves com a rua Ary Tarragô, e se ramifica até a avenida Alberto Pasqualini, costuma perguntar: quando o Zaffari vai construir na área da antiga Gaúcha Cross?
Os moradores sabem que os imóveis, ainda com resquícios das instalações das revendas de veículos da Volkswagen (Gaúcha Car) e motos (Gaúcha Cross), são da companhia. Um tótem do esquilo símbolo da bandeira de supermercados se ergue há tempos na margem do terreno, no lado da Protásio Alves. Sinal de preparo para as futuras intervenções é que uma cerca que estava danificada, com parte aberta permitindo ingresso no terreno, foi trocada por uma nova.  
O aval que faltava para a companhia começar a implantar o chamado Jardim Itália foi dado pela prefeitura de Porto Alegre. A Secretaria de Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade emitiu, no fim de fevereiro, a licença de instalação (LI), que é a autorização para as obras de um empreendimento de construção civil. O prazo para execução é fevereiro de 2024, que pode ser prorrogado, caso o grupo solicite. 
A licença, que abrange uma lista de "condições e restrições" na área ambiental distribuída em nove páginas, abrange as edificações para a quadra B, ao lado do encontro da Protásio com a Ary Tarragô. No registro, aparece como imóvel do número 7.472. O escopo completo analisado soma 220,6 mil metros quadrados de área a ser construída, que tem shopping center (167 mil metros quadrados) e quatro torres comerciais (33,5 mil metros quadrados). 
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/03/08/206x137/1_ma_080321___zaffari_protasio__5_-9265228.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'60468875dcbb8', 'cd_midia':9265228, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/03/08/ma_080321___zaffari_protasio__5_-9265228.jpg', 'ds_midia': 'Novo empreendimento do Zaffari na Protásio Alves, onde ficava a Gaúcha Cross; Jardim Itália; Varejo', 'ds_midia_credi': 'MARIANA ALVES/JC', 'ds_midia_titlo': 'Novo empreendimento do Zaffari na Protásio Alves, onde ficava a Gaúcha Cross; Jardim Itália; Varejo', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Esquilo símbolo do grupo desperta a curiosidade de moradores; cerca que estava danificada foi trocada por nova. Foto: Mariana Alves/JC  
"Vamos ter hipermercado com lojas e depois vamos ver o centro comercial (shopping)", adianta o diretor de expansão do grupo, Claudio Luiz Zaffari. A emissão da LI na largada de 2021, após dois anos da emissão da licença prévia (LP), em 2019, atendeu à previsão feita pelo diretor ao Jornal do Comércio, no fim de 2020.
"Aquela região, sem dúvida, vai ter muito desenvolvimento", aposta o diretor de expansão, que adianta que a intenção é executar os empreendimentos previstos e licenciados por fase.
O JC apurou com o Escritório de Licenciamento, ligado à pasta de Meio Ambiente, que a primeira fase envolverá 48 mil metros quadrados de construção, com investimento projetado de R$ 92 milhões. Cláudio Luiz Zaffari evitou falar em cifras do investimento, que serão ainda calculadas, tanto da fase inaugural como no conjunto do megaempreendimento. 

Loteamento: mais de 500 mil metros quadrados e praças equivalentes a 1,5 Parcão 

O Jardim Itália, situado no bairro Alto Petrópolis, tem mais frentes, além das áreas comerciais. O ativo completo foi dividido em 10 lotes - nove deles para intervenções residenciais. Antes mesmo de obter a LI para as fases projetadas com torres comerciais, shopping e hipermercado, o loteamento em área de 500 mil metros quadrados já havia sido registrado, em 2019, e já poderia ter sido implantado. 
A partida da primeira etapa da edificação residencial será feita em acordo com a incorporadora Melnick Even, que já é parceira do Zaffari em outros empreendimentos, como o Linked, na avenida Aparício Borges, a ser inaugurado até o fim deste ano, com mix de apartamentos, pequeno mall e supermercado. No Jardim Itália, são duas torres com área construída de 16,6 mil metros quadrados.
O diretor de expansão do Zaffari explica que a prioridade foi dada à tramitação da parte comercial, para, na sequência, resolver demandas do loteamento, como a implantação de vias internas. Outras peculiaridades chamam a atenção da futura área residencial: 
"Será um dos maiores loteamentos dos últimos 10 anos em Porto Alegre", cita Artur Amaral Ribas, diretor geral do Escritório de Licenciamento, citando que o projeto contempla uma escola com 12 mil metros quadrados.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/03/08/206x137/1_ma_080321___zaffari_protasio__2_-9265225.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'60468875dcbb8', 'cd_midia':9265225, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/03/08/ma_080321___zaffari_protasio__2_-9265225.jpg', 'ds_midia': 'Novo empreendimento do Zaffari na Protásio Alves, onde ficava a Gaúcha Cross; Jardim Itália; Varejo', 'ds_midia_credi': 'MARIANA ALVES/JC', 'ds_midia_titlo': 'Novo empreendimento do Zaffari na Protásio Alves, onde ficava a Gaúcha Cross; Jardim Itália; Varejo', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Parte da área ainda tem resquícios das antigas instalações de revendas de carros e motos que funcionaram na Protásio Alves 
"Além disso, as três praças previstas na área somam 65 mil metros quadrados, ou seja, um Parcão e meio", compara Ribas, confrontando com o parque Moinhos de Vento. A área que engloba a parte residencial começa na Protasio Alves, prolonga-se atrás de um antigo condomínio lindeiro, chegando até a avenida Alberto Pasqualini. Neste trecho final, estarão as duas torres da Melnick. 
O secretário de Meio Ambiente, Germano Bremm, reforça que a emissão da LI "foi um grande passo para desenvolver a região".
"É um empreendimento importante. Agora o grupo e o município estão construindo as etapas para realizar o projeto. Toda a região será beneficiada, puxando a retomada econômica na Capital", valoriza Bremm. Os alinhamentos em andamento envolvem medidas na área de mobilidade e trânsito, devido ao impacto do fluxo a ser gerado pelo hipermercado e shopping.  
Além do Jardim Itália, mais projetos do grupo estão tramitando na prefeitura. Parte deles entrou no pacote considerado prioritário, segundo decreto de agosto de 2020 dentro de ações de retomada pós-pandemia. O atrativo é a agilidade na emissão de licenças, prometidas para menor prazo. Mas os empreendedores têm até um ano para dar início às obras após a concessão da LI.
O valor foi estimado em oito empreendimentos da companhia, somando R$ 573,2 milhões e com geração de quase 3,3 mil empregos entre diretos e indiretos na execução. A área total construída é projetada em 198,4 mil metros quadrados, segundo o Escritório de Licenciamento. O Jardim Itália não entrou nos prioritários porque já estava na etapa de conclusão das análises.
O futuro Zaffari Nilópolis, com supermercado e parte residencial na área do Nacional da Encol, é um dos prioritários e recebeu aval recente do Conselho do Plano Diretor, segundo a a coluna Pensar a Cidade. Compensações do projeto já haviam sido definidas

Megaempreendimento do Zaffari na área da antiga Gaúcha Cross

Trajetória do licenciamento na prefeitura de Porto Alegre: 
2015: Primeira licença prévia para um loteamento no número 7.212
2018: Nova licença prévia para o loteamento residencial Jardim Itália no número 7.212
2019: Licença prévia para shopping e centro comercial no número 7.472, ao lado do residencial, e registro do loteamento, de mais de 500 mil metros quadrados
2021: emissão da licença de instalação (LI) do complexo comercial
O que está previsto na área e como o Zaffari planeja executar: 
Parte comercial: o projeto total terá shopping center e quatro torres comerciais, somando 220,6 mil metros quadrados de áreas construída. O Zaffari vai executar por fases. A primeira terá 48 mil metros quadrados, com hipermercado e lojas. A prefeitura diz que o investimento será de R$ 92 milhões
Loteamento: área de 500 mil metros quadrados, com vias internas, três praças (com dimensão equivalente a 1,5 Parcão) e escola de 12 mil metros quadrados. A implantação começa com duas torres com 16,3 mil metros quadrados de área a serem erguidas pela incorporadora Melnick Even.       
JC VÍDEOS: Como é a área e localização na Zona Leste de Porto Alegre
Comentários CORRIGIR TEXTO

EXPEDIENTE

2021